Ads Top

Seriam os Ruivos príncipes e princesas de Atlântida?


Conta a lenda que o príncipe Idon de Mu, descobriu Atlântida a tempo de mudar o seu povo para o novo continente, antes de sua terra natal ser destruída por uma enorme catástrofe natural.

Ele chegou a Atlântida durante pôr do sol e imediatamente se apaixonou pela nova terra. O céu e as nuvens eram de uma linda cor vermelha, refletindo os raios do sol poente, enquanto que as folhas das árvores eram movidos por uma brisa suave.

De tão maravilhado o Príncipe Idon pensou em salvar toda essa beleza para que fosse vista e apreciada por todas as gerações futuras. Foi então que seu desejo se tornou realidade e a imagem da terra de Atlântida fora permanentemente gravada na sua própria aparência. Assim, seus cabelos tornaram-se vermelhos, como a cor do céu e seu rosto ficou coberto de sardas, a imagem das folhas.

A partir de então, toda vez que alguém olha para um ruivo, vê refletido nele a imagem do pôr do sol de Atlântida, porque cada ruivo descende do Prince Idon, que depois se tornou o primeiro rei de Atlântida. Por isso podemos dizer que cada ruivo ou ruiva pode ser considerado um príncipe ou uma princesa de Atlântida.

Segundo pesquisas apenas 2% da população Mundial atual de 7 Bilhões e 600 milhões de pessoas, sejam ruivas. Em maior quantidade de pessoas Ruivas são encontradas na Escócia, Irlanda, Inglaterra, País de Gales, Rússia (principalmente na cidade de Kazan) Estados Unidos, Portugal (EM A-DOS-RUIVOS) além de Holanda, Bélgica, Alemanha, Polônia, Itália (principalmente nas cidades próximas a Feltre, e no Nordeste da Itália.) Espanha, (na cidade Astúrias e na região Noroeste da Espanha. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.