Ads Top

O governo de Joe Biden permanece em silêncio, enquanto o Irã se prepara para levar o enriquecimento de Urânio a 60% depois que Israel atacou suas instalações nucleares de Natanz




O suposto ataque israelense às instalações nucleares de Natanz, no Irã, teve como alvo uma subestação elétrica localizada a 40 a 50 metros de profundidade e danificou "milhares de centrífugas", revelaram autoridades iranianas nos últimos dias.

Durante todos os anos da presidência Trump, Israel viveu em relativa segurança com seus inimigos bem cientes de que os Estados Unidos liderados por Trump entrariam em ação e os defenderiam caso precisassem. Mas com Joe Biden na Casa Branca, os inimigos de Israel sabem que ela é deixada para se defender, e apenas três meses após o mandato de Biden o Irã já começou a enriquecer o urânio necessário para uma bomba nuclear para usar contra o Estado judeu.

Sem o apoio total dos Estados Unidos, Israel é forçado a fazer coisas como o ataque da semana passada às instalações nucleares de Natanz para impedir o Irã o máximo possível de obter a bomba. Esse ataque foi bem sucedido, mas agora o Irã está totalmente se esforçando para criar urânio enriquecido o suficiente para uma bomba nuclear. O Irã sabe que Joe Biden não fará nada para impedi-los de receber a bomba, especialmente depois de ver Biden autorizar US$ 235 milhões para financiar terroristas palestinos.


Enquanto você lê isso, A Rússia está na fronteira com a Ucrânia ameaçando a guerra, a China está em múltiplas frentes ameaçando a guerra, e o Irã agora está enriquecendo urânio, com a bênção tácita do governo Biden, para a guerra contra Israel. Se você lê e acredita em Ezequiel 39, então você sabe o que está logo ali na esquina.


O oficial iraniano ressaltou que tal operação leva anos, dizendo que "o desenho do inimigo era muito bonito". Davani acrescentou que a subestação foi construída no subsolo, a fim de protegê-la de ataques aéreos e de mísseis, e que o ataque foi realizado via ciber, equipamentos sabotados ou sabotagem cometido por agentes.


O Jerusalem Post descobriu que o ataque foi realizado através de um dispositivo explosivo que foi contrabandeado para dentro da instalação e detonado remotamente. Um oficial da inteligência disse ao The New York Times na terça-feira que o ataque derrubou os sistemas elétricos primários e de backup. O Irã está quase pronto para começar a enriquecer urânio a 60% de pureza em uma fábrica acima do solo em Natanz e planeja adicionar 1.024 centrífugas ir-1 de primeira geração a uma planta subterrânea que Teerã diz ter sido atingida por sabotagem, disse o cão de guarda atômico da ONU na quarta-feira.


O Irã disse que enriquecerá urânio a 60% – um grande passo mais próximo dos 90% que é de nível de armas do máximo de 20% que atingiu até agora – em resposta ao que diz ser um ato de sabotagem de Israel contra a usina subterrânea.


"A AGÊNCIA VERIFICOU HOJE QUE O IRÃ QUASE COMPLETOU OS PREPARATIVOS PARA COMEÇAR A PRODUZIR UF6 ENRIQUECIDO ATÉ 60% U-235 NA USINA DE ENRIQUECIMENTO DE COMBUSTÍVEL PILOTO DE NATANZ (PFEP)", DISSE A AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ATÔMICA EM UM COMUNICADO, REFERINDO-SE AO HEXAFLUORETO DE URÂNIO, FORMA NA QUAL O URÂNIO É ALIMENTADO EM CENTRÍFUGAS PARA ENRIQUECIMENTO.


O acordo nuclear do Irã com as principais potências só permite que Teerã enriqueça urânio até 3,67% de pureza, um dos muitos limites que ele violou há mais de um ano em resposta à retirada de Washington do acordo sob o presidente Donald Trump e à reimposição das sanções dos EUA contra Teerã.


O acordo também diz que o Irã só pode produzir urânio enriquecido com até 5.060 centrífugas IR-1 em sua Usina subterrânea de Enriquecimento de Combustível (FEP) em Natanz. Embora tenha quebrado essa regra adicionando centrífugas mais avançadas ao FEP, até agora ela manteve o limite do número de máquinas IR-1 lá.


"EM UM RELATÓRIO EMITIDO HOJE AOS ESTADOS-MEMBROS ... O DIRETOR-GERAL RAFAEL MARIANO GROSSI DISSE QUE O IRÃ HAVIA INFORMADO A AGÊNCIA... QUE O PAÍS PRETENDE INSTALAR SEIS CASCATAS ADICIONAIS DE CENTRÍFUGAS IR-1 NA USINA DE ENRIQUECIMENTO DE COMBUSTÍVEL DE NATANZ (FEP), TOTALIZANDO 1.024 CENTRÍFUGAS", DISSE A AIEA.


Esse relatório, um dos dois emitidos na noite de quarta-feira e obtido pela Reuters, acrescentou: "O Irã pretende usar 6.084 centrífugas IR-1 instaladas em 36 cascatas (no total na FEP)."

Fereydoon Abbasi-Davani, ex-chefe da Organização de Energia Atômica do Irã, disse à mídia iraniana na segunda-feira que o ataque atingiu uma subestação elétrica localizada no subsolo e conseguiu danificar tanto o sistema de distribuição de energia quanto o cabo que leva às centrífugas a fim de cortar energia para eles. LEIA MAIS

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.