Ads Top

Risco de uma pandemia vindo do MERCADO DE ANIMAIS VIVOS de Wuham foi registrado em 2014, diz mídia

Segundo relatado no domingo (18) de Abril de 2021, o mercado úmido de Wuhan, suspeito de ter originado o surto do novo coronavírus, teria tido "risco pandêmico" apontado ainda em 2014.




Eddie Holmes, biólogo evolucionário e virologista, contou que há sete anos foi levado até o mercado de peixes e frutos do mar de Huanan por oficiais de saúde chineses. De acordo com o jornal The Telegraph, lá o biólogo se deparou com o melhor exemplo de como transmissão de vírus ocorria de animais para humanos, reporta o The Times of Israel.


Segundo o biólogo, o Centro de Controle de Doenças de Wuhan o levou para lá a fim de responder à seguinte questão: onde poderia emergir uma doença? O mercado de Huanan foi, então, a resposta.


"Já estive em alguns destes mercados, mas este era enorme. Me senti como se estivesse em uma incubadora de doenças, exatamente o tipo de lugar onde você esperaria que surgisse uma doença", afirmou Holmes, citado pela mídia.

O biólogo e virologista recorda a diversidade exótica de animais expostos no mercado, incluindo peixes, cobras, roedores e cães-guaxinins. Muitos destes espécimes, conforme conta Holmes, estariam vivos. Adicionalmente, as jaulas nas quais estariam emprisionados, estavam empilhadas umas em cima das outras.


Cinco anos mais tarde, o mundo começou a enfrentar o surto do novo coronavírus, cuja infecção é globalmente conhecida como COVID-19.


De acordo com rascunho de um estudo da Organização Mundial da Saúde (OMS) em conjunto com a China, a transmissão do vírus de morcegos para humanos através de outros animais poderia ter tido sua origem em um ambiente semelhante ao descrito por Eddie Holmes.

Deste modo, mais uma vez, a teoria de que o coronavírus tivesse sido "vazado" do Instituto de Virologia de Wuhan – promovida pelo ex-presidente dos EUA, Donald Trump – é refutada.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.