Ads Top

Depois de 3 dias internado com Covid 19: Donald Trump deixa Hospital Militar de Bethesda em Maryland, e volta à Casa Branca em Washington

 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, teve alta do Hospital Walter Reed, em Bethesda no Estado de Maryland, após três dias internado ao testar positivo para a Covid-19.



Veja o vídeo de agora pouco postado pelo Presidente dos EUA: 

"Eu aprendi muito sobre o coronavírus, e uma coisa é certa: não deixe que ele o domine, não tenha medo dele", disse. "Nós temos o melhor equipamento médico, os melhores medicamentos, todos desenvolvidos recentemente. Você irá vencê-lo". 

Ele afirmou que poderia ter deixado o hospital dois dias atrás, que se sente muito melhor e que "talvez seja imune". 

Está batalha tenho certeza que vamos vencer juntos, vamos nos manter seguros. As vacinas chegarão no momento certo, e quero agradecer aos médicos e enfermeiras do Walter Reed. E todos os grupos de pessoas: MUITO OBRIGADO!¨


Trump seguirá em tratamento na Casa Branca. Ele deixou o hospital andando e usando máscara de proteção individual e foi transportado por helicóptero de volta à sede do governo americano.


O presidente dos EUA está sendo tratado com doses dos medicamentos Remdesivir e dexametasona, que têm eficácia comprovada para casos graves da Covid-19.


Donald Trump foi internado no Hospital Walter Reed na sexta-feira (2), horas depois de confirmar o resultado positivo para o novo coronavírus e após sentir febre.


Durante a sua internação, o presidente dos EUA chegou a receber oxigênio suplementar duas vezes.


'Não está fora de perigo'


A equipe médica que atende Trump concorda com a alta, mas pondera que "ele não está totalmente fora de perigo ainda".

"Apesar de ele não estar completamente fora de perigo ainda, a equipe e eu concordamos que todas as avaliações, e mais importante, seu estado clínico, apoiam sua volta para casa de maneira segura", disse o médico Sean Conley.


Trump continuará o tratamento para a Covid-19 na Casa Branca, onde segue recebendo doses dos medicamentos Remdesivir e dexametasona, que têm eficácia comprovada em casos graves da doença.


O grupo de médicos disse que o presidente não tem nenhuma reclamação em relação a seu sistema respiratório e que não sente febre há 72 horas.


Campanha


A internação de Trump a apenas um mês das eleições presidenciais norte-americanas do dia 3 de novembro.


Pesquisa Reuters / Ipsos divulgada neste domingo (4) mostrou que, após o diagnóstico do atual presidente, o candidato da oposição, o ex-vice-presidente democrata Joe Biden, ampliou a sua vantagem para 10 pontos percentuais. 


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.