Ads Top

Empresa de investimentos Affinity Partners de Jared Kushner levanta US$ 3 bilhões em financiamento comprometido entre Oriente Médio e Ásia

A empresa de investimento global de Jared Kushner, Affinity Partners, levantou mais de US$ 3 bilhões em financiamento comprometido de investidores internacionais, disse à Reuters nesta quinta-feira uma pessoa familiarizada com o esforço de captação de recursos.



Kushner, um ex-assessor do ex-presidente Donald Trump que é casado com sua filha, Ivanka, formou a Affinity Partners, com sede em Miami, no verão passado, depois de decidir se afastar da política, e começou a arrecadar dinheiro no outono.


Kushner planeja investir em empresas americanas e israelenses que buscam oportunidades de expansão internacional na Índia, África, Oriente Médio e outras partes da Ásia.


A empresa de Kushner recebeu compromissos de mais de US$ 3 bilhões, disse a fonte, acrescentando que espera continuar os esforços de captação de recursos nos próximos meses para fechá-los e adicionar potenciais compromissos adicionais.


Informações sobre investidores específicos não foram divulgadas, mas a Affinity tinha como alvo instituições americanas e instituições de investimento estrangeiro, incluindo fundos soberanos e indivíduos de alto patrimônio líquido.


A Affinity espera fechar seu primeiro negócio no primeiro trimestre de 2022, disse a fonte.


A empresa contratou cerca de 20 pessoas, incluindo os veteranos de private equity Bret Perlman e Asad Naqvi, e planeja se concentrar em investimentos baseados nos EUA, bem como nos do Oriente Médio.


Na Casa Branca de Trump, Kushner ajudou a intermediar negócios entre Israel e os Emirados Árabes Unidos, Bahrein, Sudão e Marrocos em uma onda de seis meses no ano passado. Ele também ajudou a negociar um novo acordo comercial EUA-México-Canadá.


Ele desempenhou um papel proeminente na fracassada campanha de reeleição de Trump em 2020, mas se esquivou das falsas alegações de fraude eleitoral de Trump. Kushner tentou distanciar seu sogro das plataformas de mídia social de extrema-direita depois que Trump foi expulso do Twitter após o motim mortal em 6 de janeiro.


Kushner espera criar "um corredor de investimento" entre Israel e a Arábia Saudita, trabalhando com empresas israelenses e do Golfo e investidores, disse a pessoa.


Ele também escreveu um livro sobre sua experiência na Casa Branca que deverá ser publicado pela HarperCollins em 2022.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.