Ads Top

Papa Francisco pede por Grande RESET, e que ele deverá incluir um desarmamento militar coletivo concreto, e uma Espiritualidade verde, onde a terra seja adorada.

A humanidade precisa de um grande reset global porque o mundo injusto e pré-pandemia não vale a pena voltar, afirmou o Papa Francisco na segunda-feira. A visão do Papa para um novo mundo começa com "um compromisso coletivo concreto em favor do desarmamento integral", observou.

O Papa Francisco diz que o mundo pré-pandemia deve ser acabado com todos os militares ao redor do mundo desmantelados, e que a terra é nossa mãe que precisa ser protegida. Será que o 'Vigário de Cristo' não sabe que Deus já ordenou a Batalha Mundial do Armagedom, e já previu a destruição completa do Planeta Terra em 2 Pedro 3? Por que ele fala como se as profecia bíblicas não existissem?


Você sabia que quando Jesus deu a Revelação ao Seu servo João que Ele dedicou dois capítulos inteiros, 17 e 18, à Igreja Católica Romana e ao Vaticano, respectivamente? O Papa Francisco pode nunca pregar o evangelho, e ele pode nunca mencionar a profecia bíblica da qual ele deveria ser o "titular da chave", mas você pode apostar seus últimos dez centavos que ele certamente vai ajudar a cumprir. 


Em uma mensagem ao Fórum de Paris sobre a Paz, o papa pintou um quadro terrível de um mundo pré-coronavírus dominado pela corrupção, guerra e opressão capitalista.

"A realidade que conhecíamos antes da pandemia era que a riqueza e o crescimento econômico eram reservados para uma minoria, enquanto milhões de pessoas eram incapazes de atender às necessidades mais básicas e levar uma vida digna", disse Francisco, "um mundo em que nossa Terra foi saqueada por uma exploração míope de recursos, pela poluição, pelo consumismo 'descartável', e ferido por guerras e experimentos com armas de destruição em massa.


"POR ISSO, RENOVO MEU APELO", DISSE ELE, "VAMOS CUIDAR DE NOSSA MÃE TERRA, VAMOS SUPERAR A TENTAÇÃO DO EGOÍSMO QUE NOS TORNA PREDADORES DE RECURSOS, VAMOS CULTIVAR O RESPEITO PELOS DONS DA TERRA E DA CRIAÇÃO, VAMOS FINALMENTE INAUGURAR UM ESTILO DE VIDA E SOCIEDADE ECO-SUSTENTÁVEIS."


"Voltar ao normal também significaria um retorno às antigas estruturas sociais inspiradas na autossuficiência, nacionalismo, protecionismo, individualismo e isolamento", acrescentou, "e excluindo nossos irmãos e irmãs mais pobres. Este é um futuro que podemos escolher? Neste mundo globalizado, mas despedaçado, as decisões que tomamos hoje para sair da crise determinam a "rota" das gerações futuras", declarou ele, e assim "precisamos de uma nova saída" para "sair melhor do que antes. A esperança nos convida a sonhar grande e dar espaço à imaginação para novas possibilidades", disse. "A esperança é ousada e incentiva a ação com base no conhecimento de que a realidade pode ser mudada."



Nossa consciência nos chama "não seguir a maneira fácil de voltar a uma 'normalidade' marcada pela injustiça, mas aceitar o desafio de assumir a crise como uma oportunidade concreta de conversão, transformação, repensar nosso estilo de vida e nosso sistema econômico e social", disse ele.

A visão do Papa para um novo mundo começa com "um compromisso coletivo concreto em favor do desarmamento integral", observou. "Os gastos militares mundiais já excederam o nível registrado no final da 'Guerra Fria' e estão aumentando sistematicamente a cada ano."

O pontífice criticou os argumentos baseados na dissuasão como "uma ideia abusada" que, em muitos casos, "tem sido considerada falaciosa, levando a grandes tragédias humanitárias".

"Deve-se ressaltar também que a lógica da dissuasão tem sido associada à lógica do mercado liberal de que os armamentos podem ser considerados em pé de igualdade com todos os outros produtos manufaturados e, portanto, como livremente comercializáveis em todo o mundo", alertou. "Portanto, não é coincidência que durante anos tenhamos testemunhado a expansão do mercado de armas globalmente." LEIA MAIS


FONTE: NTEB

TRADUÇÃO: BDN

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.