Ads Top

18 e 19 de Novembro de 2021, serão dias marcados por mais uma Lua de Sangue que volta a reaparecer trazendo um grande aviso para a Humanidade

 


Marque em seus calendários as horas da noite de 18 e 19 de novembro de 2021, quando a Lua de Sangue deste mês criar mais um novo Eclipse. 


Os norte-americanos estão em uma posição privilegiada para ver este eclipse lunar parcial. Em outras partes da América Central e do Sul, infelizmente, a Lua se porá antes que o eclipse ocorra. Mas para a América do Norte, este emocionante show lunar acontecerá antes do amanhecer, com os estágios visíveis terminando antes do pôr da lua.


Este eclipse é parte de uma “quase tétrade” - uma série de quatro grandes eclipses lunares em dois anos. Três desses eclipses são totais, enquanto o de 18 a 19 de novembro de 2021 é um eclipse parcial profundo. Tão profundo que é quase um eclipse total.


Lua de Sangue não é um termo científico, embora recentemente esteja sendo amplamente usado para se referir a um eclipse lunar total porque uma Lua totalmente eclipsada geralmente assume uma cor avermelhada - como na imagem abaixo, que foi tirada durante o eclipse lunar total em setembro de 2015.


Tétrade Lunar


O termo Lua de Sangue às vezes também é usado para se referir a quatro eclipses lunares totais que acontecem no período de dois anos, um fenômeno que os astrônomos chamam de tétrade lunar. Os eclipses em uma tétrade ocorrem com cerca de seis meses de intervalo, com cinco Luas Cheias não eclipsadas entre eles.


Normalmente, apenas cerca de um em cada três eclipses lunares são totais, e cerca de quatro a cinco eclipses totais podem ser vistos de qualquer local da Terra em uma década. Isso significa que as tétrades lunares são ocorrências raras, levando algumas a atribuir um significado especial, mesmo religioso, a esses eventos.


A tétrade lunar de 2014-2015 chamou muita atenção por causa das alegações de pessoas com fé, de que os eclipses da tétrade eram um sinal do fim dos tempos. Alguns até chamaram os eclipses de Luas de Sangue após uma declaração no Livro de Joel na Bíblia Hebraica, que se referia ao Sol escurecendo e a Lua ficando vermelha antes da segunda vinda de Jesus. Assim como acreditamos que foi um prenúncio da GRANDE TRIBULAÇÃO, E DO SURGIMENTO DA PANDEMIA DE CORONAVÍRUS. 


E assim como foi em 2014 e 2014. Neste fim de 2021, e no ano de 2022. As Luas de Sangue voltam a aparecer com mais frequência. 


A maioria dos eclipses dura menos de duas horas, então as 3 horas, 28 minutos e 23 segundos que a lua estará em eclipse parcial ultrapassam em muito as outras.


A NASA diz que, se o tempo permitir, "uma grande parte do planeta" poderá ver o eclipse - incluindo América do Norte e do Sul, Leste Asiático, Austrália e região do Pacífico - e pode ocorrer mais cedo ou mais tarde, dependendo do seu fuso horário.


Os observadores da costa leste dos EUA podem começar a vê-lo após 2h, e ele atingirá visibilidade máxima às 4h. Os observadores da costa oeste podem começar a vê-lo logo após as 23h, com um máximo à 1h, de acordo com a NASA.


Os eclipses lunares parciais podem não ser tão espetaculares quanto os eclipses lunares totais, mas ocorrem com mais frequência, o que significa

"Mais oportunidades de testemunhar pequenas mudanças na terra, além de comprovação da inversão do campo magnético", diz um astrólogo, não crente no sistema. 


Outro ponto chave, é que sempre que tem Luas de Sangue, coisas importantes acontecem em Israel. 


1492 - A Expulsão dos Judeus pela Espanha, Colombo na América, Criação do Império Estados Unidos da América


1948- Criação do Estado Sionista - 2 Mil Anos após o Microapocalipse


1967- Guerra dos Seis Dias - Jerusalém é a Capital Retomada


2018 - Paz e Segurança para o Oriente Médio por Jared Kushner via Acordos de Abraão

2021 - Jerusalém Dividida, Guerra com Irã ou a Volta de mais Países nos Acordos de Paz de Jared Kushner



O MAIOR ECLIPSE DO SÉCULO VEM AÍ 


Na noite de quinta-feira, 18-19 de novembro, um eclipse lunar parcial será visível em toda a América do Norte. Mas não qualquer eclipse. Será o eclipse lunar mais longo do século 21, de acordo com a NASA, com duração de 3 horas e 28 minutos.


O ECLIPSE MAIS LONGO DO SÉCULO

Um eclipse lunar ocorre quando a terra está entre o sol e a lua, e a lua passa pela sombra da terra. Nesse caso, a sombra da Terra bloqueará 97% da superfície da lua. O eclipse será uma “lua de sangue”, o resultado das condições atmosféricas que dão à lua uma tonalidade avermelhada em vez de preta quando ela se move para a sombra. A cor vermelha vem de parte da luz do sol que passa pela atmosfera da Terra, onde se curva e cores como azul ou verde são filtradas, deixando para trás comprimentos de onda mais longos, como a cor vermelha.


O eclipse que se aproxima será visível na maior parte da América do Norte, bem como no leste da Rússia, Japão, Oceano Pacífico, México, América Central e partes do oeste da América do Sul. Na costa oeste dos Estados Unidos, o eclipse começará a ser visível logo após as 23h, com no máximo 1h. Na Costa Leste, o eclipse parcial começa um pouco depois das 2 da manhã, atingindo seu máximo às 4 da manhã.


Haverá 228 eclipses lunares neste século, entre 2001 e 2100. A maioria dos anos terá dois, enquanto alguns anos terão três ou quatro. Este será o segundo de 2021, o último, um eclipse total, que ocorrerá em maio.


O eclipse coincidirá com a lua cheia. A lua cheia de novembro também é chamada de lua cheia de gelo, às vezes chamada de castor cheio ou lua escura. A lua gelada é a última lua cheia do outono.


AVISO À ADMINISTRAÇÃO BIDEN: “NÃO DIVIDA JERUSALÉM”

O rabino Mordechai Genuth discutiu o significado dos eclipses na tradição judaica. O rabino Genuth explicou que, em circunstâncias normais, os eclipses lunares são considerados um mau presságio para Israel. Isso é baseado em uma seção do Talmud (Sucot 29a) que especifica que os eclipses lunares são um mau presságio para Israel, uma vez que Israel é espiritualmente representado pela lua. Se o eclipse lunar ocorre no lado leste dos céus, é um mau presságio para todas as nações do leste e, da mesma forma, se ocorre no hemisfério ocidental do céu, é um mau sinal para todos os nações do oeste.


“Na época do Talmud, apenas Israel definia o calendário de acordo com a lua”, disse o rabino Genuth. “Definir o calendário de acordo com o sol era a prática dos idólatras, como Roma, que batizava os meses e dias solares com base nos deuses pagãos. Hoje, os muçulmanos definem seu calendário de acordo com a lua, ainda mais do que os judeus, de forma que desequilibra seu calendário. Portanto, um eclipse lunar está intimamente ligado aos muçulmanos e, neste caso, é um aviso para os árabes ”.


“O eclipse passará pelos Estados Unidos”, disse o rabino Genuth. “O novo presidente está conectando seu destino com o dos árabes, escolhendo-os em vez de Israel. Ele está escolhendo a guerra, as guerras que se originam em Ismael, as guerras que são pressagiadas pela lua de sangue que se aproxima. ”


O Rabino Genuth fez uma renúncia; no final da seção do Talmud que descreve os presságios contidos nos eclipses, o Talmud declara: “Quando Israel faz a vontade do lugar (Deus), eles não têm nada a temer de tudo isso”, citando o Profeta Jeremias como um fonte.


Assim disse Hashem: Não aprenda a seguir o caminho das nações, E não se assuste com os presságios no céu; Que as nações fiquem consternadas com eles! Jeremias 10: 2


O rabino Genuth se referiu à recente pressão do governo Biden para abrir um consulado aos palestinos em Jerusalém.


“Este também é um aviso ao governo israelense”, disse o rabino Genuth. “Eles precisam ser fortes quando se trata de Jerusalém.”


Ele explicou que o nome de Jerusalém tem suas raízes na palavra hebraica “Shalem” (completa), que é uma referência ao sol que, ao contrário da lua, não passa por fases.


“Jerusalém é eterna e deve permanecer eternamente inteira”, disse o rabino Genuth.


O rabino também anotou uma profecia no Livro de Joel que afirma que a vinda do Messias será precedida por uma lua de sangue.


Antes que venha o grande e terrível dia de Deus, estabelecerei presságios no céu e na terra: Sangue e fogo e colunas de fumaça; O sol se transformará em trevas E a lua em sangue. Mas todos que invocarem o nome de Deus escaparão; pois haverá um remanescente no Monte Sião e em Jerusalém, como Hashem prometeu. Qualquer um que invocar Hashem estará entre os sobreviventes. Joel 3: 3-5


“Estamos realmente perto do fim dos dias, então esses signos astronômicos estão assumindo uma importância cada vez maior”, disse o rabino Genuth.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.