Ads Top

Terremotos sacodem Granada durante noite, população foi para a RUA

 


Vários tremores de terra de intensidade entre os 3.9 e os 4.3 na escala de Richter lançaram o pânico em Granada, Espanha.

Vários sismos de intensidade entre os 3.9 e os 4.3 na escala de Richter 'sacudiram' a Área Metropolitana de Granada, em Espanha, na noite desta terça-feira. Foram momentos de pânico que levaram muitas pessoas a fugirem para as ruas.

O primeiro tremor de terra, revela o El País, foi sentido pelas 21h36 de ontem (menos uma hora em Portugal Continental) com magnitude de 4.3. Seguiram-se outros abalos que levaram o medo a uma zona onde residem cerca de meio milhão de pessoas.



O Instituto Geográfico Nacional (IGN) revelou, conta a mesma publicação, que entre as 21h36 e as 22h18, registaram-se "uma dezena de sismos" sempre com intensidade superior a 2.9 na escala de Richter.

Já a Cadena Ser, o autarca de Granada, Luis Salvador, disse esta quarta-feira que "não há danos", mas "temos o medo metido no corpo". "Foi bastante assustador. Não sabíamos quando ia terminar e teve uma atividade sísmica mais longa do que o normal. Desde dezembro tivemos mais de 170 tremores", acrescentou.


Não houve danos nem vítimas a registar mas, pelas 23h30, hora local, a Andaluzia declarou que a província estava em fase de pré-emergência. A Proteção Civil ficou, deste modo, a postos para intervir.


Pedro Sánchez, presidente do governo espanhol, reagiu ainda ontem ao sucedido através da sua conta oficial de Twitter. "Vários terramotos fizeram Granada tremer novamente esta noite. Sei da preocupação de milhares de pessoas. É hora de manter a calma e seguir as instruções dos serviços de emergência. Esperamos que tudo volte rapidamente à normalidade", escreveu.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.