Ads Top

O roubo da Alma dos Estados Unidos?: 'A democracia prevaleceu', diz Joe Biden em discurso de posse

O novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou em sua posse nesta quarta-feira (20) que sua vitória nas eleições americanas, em novembro de 2020, foram, na verdade, o triunfo da democracia.

"Hoje é um dia de esperança. Hoje nós celebramos o triunfo não de um candidato, mas o de uma causa, a causa da democracia."


Segundo Biden, a democracia é preciosa e mais uma vez prevaleceu. "A vontade do povo foi respeitada."


"Nós vamos seguir adiante porque temos muito a fazer nesses tempos de perigo. Há muito a ser construído e temos muito a ganhar."


O presidente americano afirmou que sua alma toda está nessa posse e sua intenção é juntar a América, unir a nação. "Peço que cada americano se junte a mim nessa causa."


Em sua visão, as forças contra a democracia são grandes, por isso é essencial se buscar união. "Vamos começar tudo de novo, vamos começar a ouvir um ao outro de novo, demonstrar respeito de um para o outro. A polícia não precisa ser o fogo, que destrói tudo em seu caminho. Precisamos rejeitar a cultura em que fatos são manipulados", declarou, recebendo aplausos da plateia.


"Nós temos que ser diferentes do que isso, e acredito que a América é tão melhor do que isso."


Ele citou a invasão ao Capitólio, que ocorreu no dia 6 de janeiro, e prometeu que isso não voltará a acontecer nunca. 


Biden agradece quem votou nele e falou também diretamente com quem não o apoiou. "O direito de discordar em paz é a maior força desse país. Mas isso não precisa levar à desunião. Eu serei o presidente de todos os americanos. Vou lutar por todos."


A cerimônia de posse contou também com a participação das cantoras Lady Gaga, que interpretou o hino dos Estados Unidos, e Jennifer Lopez.


Com uma agenda lotada durante todo o dia, Biden arranjou tempo para tuitar logo após a saída de Donald Trump. Ele afirmou que hoje é "um novo dia na América". 


Trump, em seu discurso, pouco depois de deixar a Casa Branca, afirmou que torceria pelo sucesso de Biden e declarou também que voltaria à política. Em sua despedida, disse "até breve".


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.