Ads Top


Para entendermos o fim, é necessário sabermos o começo. E então como as Nações que existem hoje foram surgindo, o que precisou acontecer para o mundo ser, o que é hoje: Mais de 7 Bilhões e 800 milhões de pessoas, é a população atual da terra. 


Nest post iremos buscar solucionar o mistério das 10 tribos perdidas de Israel, e onde elas estão nos dias atuais. 


Antes de tudo, precisamos conhecer quem foram e quem são as 12 Tribos de Israel. 



Levi - Tribo separada por Deus para serem Levitas, isto é cantar louvores e ajudar os orfãos e as viúvas com alimentos, e orientação da Palavra de Deus. 

Simeão - Essa Tribo era destinada para cuidar do Povo, com médicos, líderes políticos e também era uma das que se reuniam quando surgiam inimigos contra Israel. Em Gênesis 34, o líder de mesmo nome dessa tribo, ficou conhecido no massacre de Siquém, depois do estupro sofrido por sua irmã Diná. 

Rúben - era o primogênito dos 12 filhos de Jacó, neto de Isaque e bisneto de Abraão Sua mãe era a esposa menos favorecida de Jacó, Lia, que chamou o menino de Rubem porque, segundo ela mesma disse, “O Senhor atendeu minha aflição. Por isso, agora me amará meu marido”. Em resultado do contínuo favor que Deus mostrou a sua mãe, Rúben e seus cinco irmãos genuínos (Simeão, Levi, Judá, Issacar e Zebulom) constituíram metade dos cabeças tribais originais de Israel; os outros seis (José, Benjamim, Dã, Naftali, Gade e Aser) eram meios-irmãos de Rúben. Como primogênito de Jacó, Rúben gozava naturalmente dos direitos do filho primogênito da família. Como tal, tinha direito de receber duas parcelas dos bens deixados por Jacó, seu pai. Rúben deveria ter recebido a bênção mais importante porque ele era o primogênito, no entanto, ele contaminou o leito de seu pai quando ele “dormiu com Bila, concubina de seu pai”. Por isso, ele perdeu os direitos de primogênito e sua descendência tornou-se um povo pastor de ovelhas, habitando a leste do rio Jordão.

Judá - De acordo com o relato no Livro de Josué, após uma conquista parcial de Canaã pelas tribos Israelitas (os jebuseus ainda mantinham Jerusalém).  Josué alocou a terra entre as doze tribos. A porção divinamente ordenada de Judá é descrita em Josué 15 como abrangendo a maior parte do sul da Terra de Israel, incluindo o Neguev, a Região Selvagem de Sim e Jerusalém. Nas palavras de abertura do Livro dos Juízes, após a morte de Josué, os israelitas "perguntaram ao Senhor" qual tribo seria a primeira a ocupar o seu território, e a tribo de Judá foi identificada como a primeira tribo. De acordo com a narrativa no Livro dos Juízes, a tribo de Judá convidou a tribo de Simeão para lutar com eles em aliança para assegurar cada um dos seus territórios atribuídos. O Livro de Samuel descreve o repúdio de Deus a uma linha monárquica surgida da Tribo de Benjamim do norte devido à pecaminosidade do Rei Saul, que foi então concedida à Tribo de Judá para sempre na pessoa do Rei Davi. No relato de Samuel, após a morte de Saul, todas as outras tribos, além de Judá, permaneceram leais à Casa de Saul, enquanto Judá escolheu Davi como seu rei.

José - A tribo de José foi uma das 12 tribos de Israel, sendo que Efraim e Manassés juntos tradicionalmente formaram a tribo de José, que era muitas vezes não listada como uma das tribos, em favor de Efraim e Manassés a listada em seu lugar. Consequentemente, foi muitas vezes chamado de "Casa de José", para evitar o uso do termo tribo.  Havia óbvias diferenças linguísticas entre pelo menos uma porção de José e as outras tribos israelitas, já que no momento em que Efraim estavam em guerra com os israelitas da Gileade, sob a liderança de Jefté, a pronúncia de shibboleth como sibboleth foi considerado evidência suficiente para destacar indivíduos de Efraim, para que pudessem ser submetido a morte imediata pelos israelitas da Gileade.

No seu auge, o território de José atravessou o rio Jordão, a porção oriental sendo quase inteiramente adjacentes a partir da porção ocidental, a nordeste da porção oeste e sul ao oeste da porção oriental. A porção ocidental foi no centro de Canaã, a oeste do Jordão, entre a tribo de Issacar, ao norte, e a tribo de Benjamim, ao sul, a região que mais tarde foi chamado Samaria (para distinguir da Judeia ou Galileia ) consistia principalmente de a porção ocidental do José. A porção oriental de José foi o grupo israelita ao norte, a leste do Jordão, ocupando o norte terra do tribo de Gade, que se estende do Maanaim, no sul do Monte Hermon, no norte, e incluindo nele a toda a Basã. Esses territórios eram abundantes em água, um bem precioso em Canaã, e as porções montanhosas não só proteção, mas passou a ser altamente férteis, primeiros centros de religião israelita - Siquém e Siló - foram adicionalmente situado na região.


Gade - É uma das doze tribos de Israel. O sétimo filho que Jacó teve de Zilpa, a serva de Leia e irmão de Aser (Gn 30:11-13 e Gn 46:16,18). Em algumas versões, em Gn 30:11, as palavras: "Vem uma turba e chamou o seu nome Gade" deveriam ser traduzidas por: "Com sorte ("afortunado") e chamou o seu nome Gade", ou "Vem a sorte e chamou o seu nome Gade."

A tribo de Gade, durante a marcha pelo deserto, situava-se, juntamente com Simeão e Rúben, a sul do tabernáculo (Nm 2:14). As tribos de Rúben e Gade, no seguimento da sua história, prosseguiram a atividade dos patriarcas (Nm 32:1,5).

Símbolo da Tribo de Gade.

A porção atribuída a Gade ficava a leste do Jordão e incluía metade de Gileade, uma região de grande beleza e fertilidade (Dt 3:12), que a este fazia fronteira com o deserto árabe, a oeste com o Jordão (Js 13:27) e a norte com o rio Jaboque. Incluía, assim, todo o vale do Jordão até ao Mar da Galileia, onde, então, estreitava.

Esta tribo era cruel e dada à guerra; eram "varões valentes, homens de guerra para pelejar, armados com rodela e lança; e seus rostos eram como rostos de leões e ligeiros como corças sobre os montes" (1Cr 12:8 e 1Cr 5:19-22). Barzilai (2Sm 17:27) era desta tribo. Foram levados em cativeiro por Tiglate-Pileser III ao mesmo tempo que as outras tribos do norte (1Cr 5:26) e no tempo de Jeremias (1Cr 49:1), os amonitas habitavam nas suas cidades.


ASER: Aser não possui grande destaque no livro de Gênesis, exceto por ter feito parte na conspiração junto a seus irmãos que levou José a ser vendido como escravo para uma caravana em direção ao Egito, e também ter estado junto com seus irmãos no momento da reconciliação. Em 1ª Crônicas (I Crônicas 7:30-40) é traçada a descendência de Aser e seus filhos Imna, Isvá, Isvi, Berias e Sera.

Aser, junto com seus irmãos, tomou residência na parte leste do delta do rio Nilo, onde sua descendência multiplicou-se e originou a tribo de Aser. Segundo os livros do Pentateuco, Aser seguiu Moisés para a Terra Prometida, embora alguns estudiosos afirmem que Aser já era uma tribo localizada provavelmente na costa sul da Palestina antes do Êxodo, a região que, segundo o livro de Josué, ela teria conquistado quando da tomada de Canaã.

A região original de Aser coincidia com a terra da Filístia. Antes da ascensão do rei David, a terra de Aser já pertencia aos filisteus, de modo que a tribo pode ter continuado a existir apenas como indivíduos ou famílias vivendo em territórios de outras tribos, não mais como uma entidade individual e identificável entre as outras tribos de Israel. Os aseritas teriam se unido a Jeroboão quando este reivindicou para si o trono de Israel, e Aser teria feito parte das 10 tribos do norte que permaneceram independentes do governo de Jerusalém. A tribo desapareceu definitivamente dos registros quando Samaria foi tomada pela Assíria. Indicando que eles migraram para uma outra parte do mundo. 

Zebulom ou Zebulão: A Tribo de Zebulom desempenhou um importante papel na história antiga de Israel. No censo das tribos no Deserto do Sinai durante o segundo ano do Êxodo, a tribo de Zebulom contava com 57.400 homens capazes de pegar em armas (Números 1:31). Este exército, sob o comando de Eliabe, filho de Helom, acamparam com os de Judá e de Issacar a leste do Tabernáculo e com eles formaram a linha de frente da marcha (Números 2:3-9). Dentre os espiões enviados por Moisés para avistarem a terra de Canaã, Gadiel, filho de Sodi representou Zebulom (Números 13:10).

Em Shittim, nas terras dos moabitas, depois que 24.000 homens foram mortos por seus crimes, um segundo censo foi realizado; Zebulom contava com 60.500 homens prontos para a luta (Números 26:27). Elizafã, filho de Parna foi escolhido para representar Zebulom na divisão da Terra Prometida (Números 34:25).

A tribo parece ter conquistado facilmente a sua porção. Durante o governo de Josué ela não recebe nenhuma menção especial. Enquanto que no governo dos juízes, as suas façanhas foram dígnas de nota. No Cântico de Débora, a tribo foi especialmente citada como tendo "oferecido suas vidas para morrer na região de Merom", (Juízes 5:18); e louvados porque de "Zebulom vieram os comandantes do exército para a luta" (Juízes 5:14).

Na campanha de Baraque contra Sísera, o comandante das forças de Jabim, Rei de Canaã, participam também os filhos de Zebulom (Juízes 4:10). Eles são convocados por Gideão e se juntam no combate aos midianitas (Juízes 6:35); e deu a Israel Elom, que a julgou por dez anos (Juízes 12:11). Dentre aqueles que seguiram David até Hebrom para fazê-lo rei, estavam 50.000 homens de Zebulom providos com todas as armas de guerra com ânimo resoluto (I Crônicas 12:33), que trouxeram com eles, como sinal de sua fidelidade, grande quantidade de provisões de carnes e bebidas para comemorarem a ascensão de seu novo governante (I Crônicas 12:40). Quando Ezequias fez a reparação pelas abominações de seu pai Acaz, ele convidou toda Israel para celebrarem o Pessach na casa do Senhor. Porém, os emissários receberam risos e zombarias por onde passaram; alguns de Zebulom se humilharam e foram a Jerusalém, destruíram os ídolos, e celebraram a festa dos pães ázimos (II Crônicas 30:10-23).

Dã - Tribo de Dã (Juíz) é uma das Tribos de Israel que segundo a Bíblia e a Torá foi fundada por Dã, filho de Jacó e de Bila, sua concubina (Genesis 30:4). É uma tribo segundo o livro de Números Capítulo 1, versículo de 38 à 39, tem 62.700 homens com idade para guerra e segundo o livro de Josué capitúlo 19, versículo do 40 ao 48, continha ao todo 17 cidades chamadas Zora, Estaol, Ir-Semes, Saalabim, Aijalom, Itla, Elom, Timma, Ecrom, Elteque, Gibetom, Baalate, Jeúde,Benê-Beraque, Gate-Rimom, Me-Jarcom, Racom e as terras que ficam em frente a cidade de Jope.

O símbolo de Dã é uma serpente, o que a diferencia das outra tribos de Israel. Visto que este animal é considerado um símbolo do mal na tipologia bíblica, é aparentemente estranho que esteja como estandarte em uma tribo hebraica.

Diz antigo adágio popular: A pior cunha é aquela que sai da mesma madeira. Evidentemente a expressão "da mesma madeira" indica uma boa madeira, utilizada para boa construção, e dela é que sai a "pior cunha".

Naftali - Ele foi o fundador da tribo israelita de Naftali. Entretanto, alguns estudiosos da bíblia veêm isso como uma pós-dicção, uma metáfora homônima que fornece uma etiologia da conexidade da tribo às outras na confederação israelita.

A descrição de Naftali é como uma gazela solta, e poderia destacá-lo como homem de corrida ligeira. O targum do pseudo-Jônatas lhe confere uma vida de 132 anos.


Issacar -  fundador da Tribo Israelita de Issacar. Issacar teve quatro filhos, Tola, Puva/Pua, Jó/Jasube e Sinrom. O texto da Torá dá duas etimologias diferentes para o nome de Issacar que atribuem a fontes diferentes - um para o Yahwist e o outro ao Elohist. O primeiro ser que deriva de sakar de ish, que significa acordo, ou contrato, em referência para o acordo de Lea para coabitar com Jacó pelo preço de algumas mandágoras e o segundo ser que deriva de sakar de yesh, significando que há uma recompensa, em referência que a opinião de Lea quanto ao nascimento de Issacar, era uma recompensa divina por emprestar a sua criada Zilpa a Jacó. A explicação anterior é a mais provável para o nome de uma tribo, entretanto há uma terceira etimologia - que deriva de ish Sokar, significando o homem de Socar, em referência à tribo que originalmente adorava Socáris (Socar), uma deidade egípcia.



Benjamin -  era uma das doze tribos de Israel. Recebeu o nome do filho mais novo de Jacó (Israel) e Raquel. Os membros dessa tribo eram chamados benjamitas.

Quando da divisão de Canaã, a tribo de Benjamim ficou com o território compreendido entre Efraim, ao norte, e Judá, ao sul. Embora fosse um território pequeno e montanhoso, era fértil e incluía cidades importantes como Jerusalém, Jericó, Betel, Gibeá e Mispá, entre outras.

Um benjamita importante foi Eúde, o segundo juiz referido no Livro de Juízes. Saul, o primeiro rei de Israel oficialmente reconhecido como tal, era benjamita, filho de Quis. A partir daí, a linhagem real passou a ser da tribo de Judá.


Bandeiras e significados das Tribos de Israel - VEJA AQUI


Ordem das tribos pelo nascimento: 1 - Rúben, 2- Simeão, 3- Levi, 4- Judá, 5- Dã, 6-Naftali, 7-Gade, 8-Aser, 9-Issacar, 10- Zebulom, 11 Casa de José- (que foi substituído por seus filhos Efraim e Manassés), 12- Benjamin. 


Agora que já sabemos quem são e quem foram as 12 Tribos de Israel. Vamos agora saber onde elas estão atualmente no mundo. 


Antes de tudo precisamos entender que Noé poderia ser um Albino, segundo o Livro de Enoque. Ao que tudo indica o Livro de Enoque possa estar mais certo, porém existe a versão que após Cam ter visto seu pai Noé nu, teve sua pele branca, se tornando negra, ao sofrer uma maldição. (Porém o Livro de Enoque esteve na Etiópia, e há aquela passagem Bíblica de Números 12, versículo 1 que Miriã e Arão rejeitaram a esposa Etíope negra de Moisés

Embora a origem dos negros segundo a bíblia seja a linhagem de Cam, isso não indica que Deus usava como motivo de condenação somente a etnia de Cam, já que Israel ficou cativeiro no Egito com um povo negro por um longo período, e muitas vezes a bíblia diz que a condição moral dos hebreus era pior do que as nações inimigas, e quando Miriã se queixou da mulher Etíope de Moisés, a bíblia diz que Deus a puniu com lepra que depois foi curada a pedido do próprio Moisés. As nações negras que eram inimigas dos hebreus não pelo motivo de serem negros, mas sim por rejeitarem o Deus de Israel e cultivarem a adoração a deuses falsos que envolviam sacrifícios humanos de adultos e crianças, praticas de Magia negra, feitiçaria, e praticas imorais degradante de todo tipo, injustiça e violência constante.

Antes disso Noé pós dilúvio deixou a sua herança, seus 3 Filhos: Jafé, pai dos europeus, persas e indianos, (indo-europeus); Cam, pai dos africanos, (negros);Sem, pai dos semitas, (judeus, árabes, Índios).


Sabendo disso obviamente que os 12 Filhos de Jacó, por seu pai ter 4 esposas (2 diretas, e 2 servas) de etnias diferentes era notório que seus 12 filhos houvesse diferenças. 


Se você quiser entender um pouco melhor sobre as cores dos filhos de Jacó, relembre este caso curiosa de Gêmeas diferentes uma Ruiva e outra Negra. Os outros irmãos ficaram no meio termo. 


Sabendo de tudo isso, e buscando a coerência dos fatos, relatos da história, e tantos pontos em comum. Vamos aos Países que hoje estão as 12 Tribos de Israel.



1. TRIBO DE RÚBEN 


A tribo de Rúben tem seus descendentes hoje chamados de Aborígenes, que estão situados na Papua Nova Guiné, Austrália, e Nova Zelândia. Os Aborígenes seguem as mesmas tradições da tribo de Rúben, sabem da força que possuem, e respeitam muito o mar. Quando ele está revolto dificilmente eles saem para pescar ou para irem à outra ilha ou região. 


2. TRIBO DE SIMEÃO 

Está localizada atualmente na República Dominicana um País atualmente multirracial, igualmente a família de Simeão, por parte de mães no passado. Há pessoas brancas, negras, nativas, e miscigenadas com a colonização dos Espanhóis neste País da América Central. Assim como a tribo de Simeão, a República Dominicana teve que lutar diversas vezes para proteger sua terra de invasores. Já teve brigas com o Haiti e outros Países. 


3. TRIBO DE LEVI 


Assim como a tribo de Simeão que agora está longe, e era seus irmãos. A Tribo de Levi que antes era separada por Deus, para louvar e adorar, e por sinal ficou sem uma terra como as outras tribos. Ela sempre está lutando, ou está sendo violentada. Hoje se encontra na atual Palestina, e o que acontece com o País atualmente? Estava cada vez sumindo no mapa, e Israel cada vez mais ganhando território. Outro fator determinante para os maiores descendentes da Tribo de Levi estarem na Palestina, é que essa Tribo é remanescente, eles não tiveram que sair mundo afora, como as outras tribos. Eles e Judá, permaneceram. São as 2 tribos Remanescentes. Não pertencendo as 10 Tribos perdidas, até então de Israel, já que este post está revelando quem são. A Palestina será o País chave do futuro acordo de Abraão entre eles e Israel. 


4. TRIBO DE JUDÁ 


A Tribo de Judá, é sem dúvidas uma das que mais possuem povos, de diferenças étnicas, é comprovado em vários momentos, ao longo da história. Historiadores acreditam que a Tribo de Judá, hoje há descendentes nesses Países: Israel (os remanescentes), Afeganistão, Iraque, Qatar, Irã, Etiópia, (estes estão conhecendo Israel) Síria e até mesmo no Japão. Como é informado na Bíblia de que depois a Tribo de Benjamin passou os nobres a integrarem a tribo de Judá. Muitas coisas foram acontecendo. Povos foram surgindo. O mundo era bem diferente dos dias atuais. Nessa Tribo de Judá, houve pessoas notáveis na história Bíblica como o Rei David, O profeta Daniel, Jesus Cristo (O Messias Original), e o Apóstolo Paulo. Esta tribo não é só forte por ter descendentes em muitos Países, mas sim por ser a tribo escolhida o onde o Verdadeiro Messias iria nascer. 


5. TRIBO DE DÃ


A Tribo de Dã ficou perdida por um longo tempo, e ela se encontra atualmente na Europa seus descendentes são principalmente os Dinamarqueses, não é atoa que o nome do País em Inglês Denmark Dinamarca (Marca de Dã) mostra isso. Além deles, há também a Suécia, Noruega, Finlândia, Latvia, Lituânia, e Polônia.  Outro fato importante é que Dã vai julgar o seu povo. Algo que vai acontecer futuramente. 


6. TRIBO DE NAFTALI 


A Tribo de Naftali faz parte das 10 tribos que foram perdidas de Israel, mas ao que tudo indica hoje eles se encontram na Argentina e no Chile. Na América do Sul. Os Nativos locais têm as mesmas práticas. Ambas Nações tanto Argentina e Chile participaram de batalhas na América do Sul, a mais recente foi a Argentina contra as ilhas maldivas contra o Reino Unido. 


7. TRIBO DE GAD OU GADE


A Tribo de Gade atualmente seriam localizados através do Nativos Americanos do NORTE. Onde atualmente está Canadá, Estados Unidos e México, na América do Norte. A tribo de Gade tinha uma espécie de tenda, em seu brasão oficial. Eles são considerados e abençoados como aqueles que tem as Fortunas. 


8. TRIBO DE ASER


A Tribo de Aser que significa feliz, e que seria farto em alimentos. Mostra o quão são abençoados quem faz parte desta tribo, e o Brasil especialmente faz parte dela. Além de Venezuela, Peru, Colômbia, Equador, Bolívia, Paraguai e Uruguai. 


9. TRIBO DE ISSACAR


Nos dias atuais os descendentes da Tribo de Issacar seriam encontradas em Porto Rico e em Cuba. A característica dessa tribo é ser como um jumento forte, deitado entre dois fardos. Será que Jacó fez uma profecia sobre a questão de imigração para essa tribo, pois geralmente seus descendentes tanto Porto-riquenhos e Cubanos sempre tenta migrar de seus respectivos Países, para outras Nações. 


10. TRIBO DE ZUBULOM OU ZEBULÃO


A tribo de Zebulom ou Zebulão, que é descrita como 
“Zebulom habitará no litoral; será ele ancoradouro de navios; e o seu termo estender-se-á até Sidom” (Gênesis 49:13); “Alegra-te nas tuas saídas” (Deuteronômios 33:18). É localizada por Países que estão num litoral, há muitos navios. São eles: Panamá, Costa Rica, El Salvador, Honduras, Nicarágua, Haiti, Guatemala, Belize, Bahamas e Jamaica. 


11. CASA DE JOSÉ (EFRAIM E MANASSÉS) 


Jacó (Israel) nos últimos dias de vida adotou Efraim e Manassés para serem seus filhos e pertecerem juntos como uma Tribo para Israel, já que seu filho e pai de Efraim e Manassés, José era Governador do Egito. 


José recebeu a bênção de ser ramo frutífero, e ser aumentador. E com certeza isto passou para seus filhos Manassés e Efraim. 


A Índia é onde está a primeira parte da Casa de José, onde muitos recentemente estão descobrindo fazerem parte da tribo perdida de Manassés. E na outra metade temos os Filipinos que fazem parte da segunda parte da Casa de José. Eles ajudaram a aumentar o povo na Ásia. 


12. TRIBO DE BENJAMIN 

A tribo de Benjamin é conhecida como WEST INDIANS, ou Índio ocidental. Onde fazem parte, Indianos do Oeste da Índia, alguns Jamaicanos, Antiga e Bermuda, alguns trinitários (Pertencentes a Trinidad e Tobago). Além de Indonésios, e habitantes da Polinésia Francesa. 


Sabemos que uma ou outra alteração pode ocorrer, mas hoje é o que mais se assemelha com as 12 tribos de Israel do passado, e as 10 que ficaram perdidas. Claro que qualquer atualização surgindo iremos atualizar. Mas pelo menos temos um rumo em direção a real história do mundo. 


Outros detalhes importantes. 


Qual é a origem do conceito de separação humana em classes raciais?


Em 1775, Johan Friedrick Blumenbach, um Físico, Antropologista e Fisiologista escreveu o livro "On the Natural Variety of Mankind" e foi um dos primeiros a sugerir que a família humana deveria ser dividida em 5 raças e assim as classificou como:


- Caucasianos ou brancos

- Mongolianos ou amarelos, incluindo povos de algumas regiões da Ásia

- Malaios ou marrons, incluindo povos do Sul da Ásia

- Etíopes ou raça negra

- Americanos ou vermelhos, incluindo os índios Americanos


Estudos posteriores porém demonstraram que o DNA de toda a família humana é idêntico em aproximadamente 99.99, indicando que o conceito da separação humana em classes raciais tem origem apenas em aspectos culturais e sociais ao invés de científicos. Ao utilizarmos termos como "negros" e "brancos", estamos apenas usando termos criados por homens que na verdade confundem quem realmente somos.


Sobre isso o pesquisador Brant A. Gardner declarou:


"Afirmar que qualquer Índio Americano possui pele negra é incorreto até mesmo na nomenclatura moderna de cores de pele. Eles são chamados de "pele vermelha". Deve ser notado, entretanto, que eles não são "vermelhos". Aqueles cuja pele é chamada de "branca" não são de fato "brancos". Asiáticos são chamados de "amarelos", apesar de eles certamente não possuírem pele amarela. Designações de cor de pele constituem descrições culturais, não científicas. Elas se baseiam em percepção visual que reflete a tendência humana de categorizar pessoas. 


O Pesquisador conclui, o mundo não é só feito de Brancos e Negros, há outras raças e povos. Pois senão fossem assim não existiriam os Asiáticos. Mas o importante é as pessoas lutarem e respeitarem uns aos outros, e entender que o mundo só chegará perto do respeito quando conseguirem o equilíbrio que havia na época das 12 tribos de Israel, se eles não fossem unidos, mesmo com cores diferentes, perderiam as guerras. Mas além de serem unidos eles tinham fé no mesmo Deus. Concluiu. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.