Ads Top

FBI pode hackear mensagens privadas do aplicativo Signal, em iPhone bloqueado




Mídia norte-americana citou documentos legais em que foram reveladas mensagens no aplicativo Signal de um suposto iPhone 11 ou iPhone SE de segunda geração desbloqueado.


O Departamento Federal de Investigação (FBI, na sigla em inglês) conseguiu decifrar mensagens do aplicativo de mensagens Signal no sistema operacional iOS, revela uma acusação contra supostos criminosos publicada na segunda-feira (8) pela revista Forbes.


Os documentos divulgados usam capturas de tela de mensagens enviadas por um dos acusados a um conhecido, aparentemente captadas pelo próprio dispositivo iPhone, como provas de tráfico ilegal de armas, bem como uma tentativa de assassinato em outubro de 2020.

A própria Signal respondeu ao sucedido, apontando que a causa do desbloqueio não foi uma falha no aplicativo, mas sim o acesso obtido a todo o sistema operacional do smartphone.


"Se alguém está na posse física de um dispositivo e pode explorar uma vulnerabilidade não corrigida no sistema operacional da Apple ou do Google [...] então pode interagir com o dispositivo como se ele fosse o proprietário. Manter os dispositivos atualizados e escolher uma senha forte de bloqueio de tela pode ajudar a proteger as informações se um dispositivo for perdido ou roubado", segundo porta-voz da empresa.

As imagens, tiradas de um iPhone 11 ou um iPhone SE de segunda geração, têm metadados em capturas de tela, que indicam que foram decifradas durante o desbloqueio do smartphone.


Nos últimos anos, o FBI tem afirmado conseguir algumas vezes desbloquear iPhones, começando com o smartphone de um pistoleiro envolvido em um tiroteio em massa em dezembro de 2015 na Califórnia, EUA.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.