Ads Top

Ataque terrorista islâmico em Viena: pelo menos dois mortos e 15 feridos em tiroteios em toda a capital austríaca; O Ataque foi próximo de uma Sinagoga Judaica

A polícia disse que o ataque foi realizado por vários suspeitos armados com rifles em seis locais da cidade.

A Invasão Islâmica na Europa aconteceu após aparecerem no cenário político pessoas como A. Merkel e E. Macron. E este último tem sido um agente provocador para tal. 

Pelo menos duas pessoas morreram e um policial está entre vários feridos após um suposto ataque terrorista realizado por vários suspeitos em seis locais em Viena.


A polícia da capital austríaca disse que o ataque foi realizado por vários suspeitos armados com rifles, e que um deles foi morto a tiros por policiais.

Homens armados abriram fogo contra pessoas que desfrutavam de uma última noite antes de um bloqueio de coronavírus na segunda-feira, disseram as autoridades.


Eles acrescentaram que o ataque deixou duas pessoas mortas - incluindo o suspeito morto pela polícia - e 15 feridas.


Aemissora pública austríaca ORF-TV informou anteriormente que várias pessoas foram mortas.

O ministro do Interior da Áustria, Karl Nehammer, disse mais cedo que vários suspeitos ainda estavam à solta em Viena.

Nehammer disse que os suspeitos são "fortemente armados e perigosos" e disse à emissora pública ORF: "Reunimos várias unidades das forças especiais que agora estão à procura dos supostos terroristas.


"Portanto, não estou limitando-o a uma área de Viena porque estes são criminosos móveis."


Nehammer também disse que os tiroteios parecem ter sido um ataque terrorista e que o exército tinha sido solicitado a vigiar locais-chave na cidade para permitir que os policiais perseguissem os agressores.


Um vídeo amplamente compartilhado nas redes sociais parece mostrar suspeitos se rendendo à polícia do lado de fora de uma loja em Viena.

Os tiroteios ocorreram em seis locais em Viena,de acordo com as autoridades, com os primeiros tiros ouvidos às 20h locais na sinagoga Seitenstettengasse.


As quinze pessoas que foram feridas no ataque estão sendo tratadas em hospitais de Viena, sete das quais estão gravemente feridas, um repórter da ORF-TV.


O rabino Schlomo Hofmeister disse que viu pelo menos uma pessoa atirar em pessoas sentadas em bares na rua abaixo de sua janela.


O Sr. Hofmeister disse: "Eles estavam atirando pelo menos 100 tiros do lado de fora do nosso prédio.


"Todos esses bares têm mesas lá fora. Esta noite é a última noite antes do confinamento", acrescentou.


"A partir da meia-noite, todos os bares e restaurantes estarão fechados na Áustria durante o próximo mês, e muitas pessoas provavelmente queriam usar essa noite para poder sair."


O chanceler austríaco Sebastian Kurz disse: "Estou feliz que nossa polícia foi capaz de neutralizar um dos agressores.


"Nunca nos permitiremos ser intimidados pelo terrorismo e lutaremos contra esses ataques com todos os meios."


Kurz disse que estas foram "horas difíceis para nossa república" e prometeu: "Nossa polícia agirá decisivamente contra os culpados deste ataque terrorista desprezível".


As autoridades de Viena exortaram as pessoas a evitar todos os espaços abertos e o transporte público.


A polícia disse que bondes e ônibus não estavam parando e pediu aos usuários das redes sociais que não postem vídeos da operação policial para não colocar em risco os oficiais

O presidente francês Emmanuel Macron tuitou que os franceses "compartilham o choque e a tristeza do povo austríaco atingido por um ataque esta noite".


Ele escreveu: "Depois da França, este é um país amigável que foi atacado. Esta é a nossa Europa... Nós não vamos ceder.


A França sofreu três ataques atribuídos a extremistas muçulmanos nas últimas semanas.


A mídia local da Áustria informou mais cedo que uma sinagoga havia sido atacada e tiros disparados na área de uma praça próxima, Schwedenplatz, enquanto havia relatos não confirmados de ataques coordenados nas proximidades.


Oskar Deutsch, chefe da comunidade judaica em Viena, disse que os tiroteios ocorreram na rua onde está localizada a principal sinagoga da cidade - mas que não ficou claro se a casa de adoração havia sido alvo.


Deutsch tuitou que a sinagoga estava fechada no momento dos tiroteios.

Oficiais disseram que a operação no centro da cidade estava em andamento e pediram às pessoas que evitassem espaços abertos e transporte público, e imagens postadas online mostravam multidões fugindo.


Em outros vídeos enviados para as redes sociais, policiais armados foram vistos patrulhando as ruas e tiros podiam ser ouvidos em um clipe gravado de uma janela acima de um restaurante McDonald's.


A polícia tuitou mais cedo: "Há várias pessoas feridas.


"Estamos no local com todas as forças disponíveis. Por favor, evite todas as praças públicas da cidade."


A polícia acrescentou que as circunstâncias exatas do incidente ainda estavam sendo determinadas.

COM INFOMAÇÕES SKY NEWS

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.