Ads Top

O ESTADO QUE DECIDE! China lança nova lei que pune pais pelo mau comportamentos dos filhos

O Parlamento da China trabalha em uma proposta de lei para punir os pais por mau comportamento dos filhos ou a prática de crimes. O projeto é de promoção da educação e da família.


Se avançar, os pais podem ser repreendidos e obrigados a passar por programas de educação familiar, caso os filhos estejam envolvidos em situações de mau comportamento ou atos criminosos.


“Existem muitas razões para os adolescentes se comportarem mal, e a falta de educação familiar inadequada é a principal causa”, disse Zang Tiewei, porta-voz da Comissão de Assuntos Legislativos do Congresso Nacional do Povo, o mais alto órgão do Poder Legislativo da República Popular da China.


O projeto vai ser analisado na sessão do Comitê Permanente do Congresso Nacional do Povo esta semana. O documento, segundo a Reuters, estimula também os pais a providenciarem tempo para os filhos descansarem, brincarem e se exercitarem.


Nos últimos tempos Pequim tem adotado uma série de iniciativas indicadas para os mais novos – desde restrições aos jogos online, considerados uma forma de “ópio espiritual”, até mesmo uma espécie de repressão à adoração “cega” de celebridades da internet.


O Ministério da Educação limitou o horário de jogos para menores, permitindo apenas uma hora às sextas, sábados e domingos.




Ao mesmo tempo, reduziu os trabalhos de casa e proibiu o ensino após as aulas, durante o fim de semana e feriados, para não sobrecarregar as crianças.



O projeto de lei de promoção da educação familiar, que será analisado do Comitê Permanente do NPC nesta semana, também pede aos pais que providenciem tempos para descanso, brincadeiras e exercícios para seus filhos.


Pequim tem conduzido a China com uma mão paternal mais assertiva neste ano, combatendo o vício dos jovens nos jogos online, que são considerados uma forma de “ópio espiritual”, até reprimir a adoração “cega” de celebridades da internet.


Nos últimos meses, o Ministério da Educação chinês limitou as horas de jogo para menores de idade, permitindo-lhes jogar online por uma hora apenas às sextas, sábados e domingos.


O país também proibiu aulas de reforço depois de aulas para matérias importantes durante o fim de semana e feriados. A decisão demonstra uma preocupação com a pesada carga acadêmica sobre as crianças do país.


A China tem pedido aos jovens para serem menos “femininos” e mais “masculinos”. Em uma das medidas adotadas pelo país, o Ministério da Educação instou as escolas a promoverem esportes presenciais, como o futebol.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.