Ads Top

União Europeia revela planos para uma carteira de identidade Digital, financiada pelo pacote de recuperação pós-Covid da UE para digitalizar todos os Cidadãos Europeus


A União Europeia revelou na última quinta-feira 3 de Junho, planos para uma carteira de identidade digital "grande reset" que os residentes poderiam usar para acessar serviços em todo o bloco de 27 nações, parte de uma estratégia de recuperação covid pós-pandemia que envolve acelerar a mudança para um mundo online.

Eu sei, eu sei, você só quer que toda essa bobagem acabe para que possa voltar para sua antiga vida, acredite em mim, eu entendo. Mas essa "vida antiga" morreu uma "morte bastante feia" e não vai voltar este ano ou qualquer outro. A vida que você pode ter, como previsto em suas Bíblias rei James, lhe dá duas opções. Na opção A, você pode ser salvo crendo no Messias Original. e na Opção B, você pode permanecer sem saída eterna, ao escolher o Falso Messias, o anticristo e o governo da besta, aceitando tudo o que sistema oferecer daqui pra frente. Não há terceira opção. 

"Eis que entre os pagãos, e respeito, e maravilha maravilhosamente: pois eu vou trabalhar um trabalho em seus dias, que vós não acreditarão, embora lhe seja dito." Habakkuk 1:5 (KJB)


Antes de sua queda, Bill Gates passou a maior parte das últimas 4 décadas trabalhando febrilmente para criar um mundo no qual cada humano na Terra é marcado com uma identificação digital, e cada humano na Terra é injetado com a vacina mRNA que será "ligada" e ativada em um momento para ser nomeado mais tarde. COVID foi o veículo pelo qual essas duas metas estão sendo cumpridas agora. Agora, se vocês forem bons, garotinhos e meninas, eles vão deixar você sair e brincar sem precisar usar uma máscara. Mas ir lá fora para "comprar e vender" sem um chip de identificação digital? Isso não vai acontecer.

UE planeja carteira de ID digital para a vida pós-pandemia do bloco Europeu


A Carteira Europeia de Identidade Digital proposta pela comissão executiva da UE é um aplicativo para smartphone que permitiria aos usuários armazenar formulários eletrônicos de identificação e outros documentos oficiais, como carteiras de motorista, prescrições e diplomas escolares.


Os 450 milhões de residentes do bloco poderiam usar a carteira para acessar serviços públicos ou privados on-line e off-line, mantendo o controle de seus dados pessoais. As autoridades vislumbram a carteira permitindo que um cliente alugue um carro em um aeroporto, por exemplo, complete as verificações de identidade e documentos necessários digitalmente e, assim, pule a espera habitual em um balcão da agência. Os frequentadores de boates podiam mostrar o aplicativo aos seguranças na porta para provar suas idades.


OUTROS USOS POTENCIAIS INCLUEM ABRIR CONTAS BANCÁRIAS, ASSINAR ALUGUEL DE APARTAMENTOS E SE MATRICULAR EM UNIVERSIDADES FORA DO PAÍS DE ORIGEM DE UM INDIVÍDUO.


A carteira digital "nos permitirá fazer em qualquer Estado-membro como fazemos em casa sem qualquer custo extra e menos obstáculos", disse Margrethe Vestager, vice-presidente executiva de digital da Comissão Europeia. "E fazer isso de uma forma segura e transparente."


Todos os residentes da UE teriam direito a uma carteira eletrônica, mas não serão obrigatórios, segundo a Comissão da UE. Mas plataformas on-line dominantes seriam obrigadas a aceitar a carteira, uma disposição que se alinha com o objetivo da comissão de controlar as grandes empresas de tecnologia e seu controle de dados pessoais.


Vestager disse que as pessoas poderiam usar suas carteiras digitais da UE para acessar o Google ou o Facebook em vez de suas contas "específicas da plataforma".


"Por causa disso, você pode decidir quantos dados deseja compartilhar – apenas o suficiente para se identificar", disse o comissário de Bruxelas durante uma entrevista coletiva virtual.


O digital é uma parte fundamental do pacote de recuperação pós-COVID 19 da UE: um fundo de estímulo de 750 bilhões de euros (US$ 915 bilhões) inclui referências para que os países membros gastem um quinto do dinheiro em projetos digitais, como a digitalização da administração pública.


Alguns países da UE já têm seus próprios sistemas nacionais de ID digital, e a carteira que Bruxelas está desenvolvendo funcionaria com eles. A comissão planeja discutir a carteira com os 27 países membros da UE e pretende fazê-los chegar a um acordo sobre detalhes técnicos até o outono de 2022 para que os projetos-piloto possam começar. LEIA MAIS

IDENTIDADE DIGITAL EUROPEIA

A UE introduz um certificado COVID digital para facilitar a livre circulação segura nos países da UE e da zona de Schengen. É uma prova digital de que alguém foi vacinado ou recuperado do COVID-19, ou recebeu um resultado negativo do teste e é válido em todos os países da UE.


fonte: NTEB
TRADUÇÃO: BDN

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.