Ads Top

O conselheiro sênior da Casa Branca Jared Kushner anunciou nesta segunda-feira que se juntará a uma delegação israelense no primeiro voo direto para Marrocos para celebrar o acordo intermediado pelos EUA que estabelece laços entre os dois países do Oriente Médio.

O voo, previsto para partir na terça-feira, marca o quarto pacto diplomático intermediado pelo governo Trump entre Israel e um país árabe. Os acordos, conhecidos como "Os Acordos de Abraão", remodelaram o Oriente Médio, refletindo uma preocupação compartilhada entre muitos países árabes e Israel sobre o Irã e uma saída do foco tradicional na luta palestina pela independência.

Em uma entrevista coletiva com o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, Kushner disse que os acordos refletiam "bom senso" e a nova abordagem do governo para o Oriente Médio.

"Os resultados são realmente o que importa e acredito que juntos alcançamos alguns resultados históricos", disse Kushner, que é genro do presidente Donald Trump.

"À medida que este novo Oriente Médio avança, espero que todos os países se concentrem em buscar interesses comuns para os benefícios de seus cidadãos, em vez de serem retidos pelo pensamento obsoleto e conflitos antigos", acrescentou.

Desde agosto, os EUA têm intermediado acordos para estabelecer laços diplomáticos entre Israel e os Emirados Árabes Unidos, Bahrein, Sudão e Marrocos.

Netanyahu elogiou Kushner por mostrar "o quão errados esses opositores estavam", e disse que Israel está "profundamente em dívida" com o governo Trump.

Os acordos foram alvo de algumas críticas, tanto por incluir a generosa venda de armas dos EUA para os países árabes quanto por deixar de lado a questão palestina.

Os palestinos cortaram os laços com os EUA depois que Trump reconheceu a contestada cidade de Jerusalém como capital de Israel no final de 2017. Os palestinos rejeitaram o plano do Oriente Médio de Trump no início deste ano, abrindo caminho para que os EUA voltassem seu foco para os acordos separados de Israel com países árabes.

Netanyahu, que tem tido relações próximas com Trump, presenteou Kushner com uma placa de agradecimento. Mais cedo na segunda-feira, ele também se juntou a Kushner em um plantio de árvores no novo "Jardim de Paz de Kushner" em uma floresta de Jerusalém.

Com informações de The Associated Press

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.