Ads Top

Israel será atingido em breve por um terremoto destrutivo e mortal, mostra estudo



Um terremoto destrutivo de 6,5 na escala Richter deve atingir Israel e seus vizinhos ao redor nos próximos anos, causando centenas de mortes, descobriu um novo estudo liderado por pesquisadores da Universidade de Tel Aviv. Para o estudo, realizado sob os auspícios do Programa Internacional de Perfuração Científica Continental (ICDP) e publicado na revista Science Advances, uma plataforma foi colocada em 2010 no centro do Mar Morto, que começou a perfurar a uma profundidade de centenas de metros, possibilitando uma análise de cerca de 220.000 anos de geologia do Mar Morto estudando o fundo do mar. 

Os pesquisadores revelaram um padrão cíclico, uma vez que tais terremotos devastadores parecem estar atingindo a região a cada 130 a 150 anos – mas houve casos na história em que o período de tempo entre um terremoto e outro foi de apenas algumas décadas. 

De acordo com o Prof. Shmuel Marco, chefe da Escola Porter de Ciências Ambientais e da Terra da Universidade de Tel Aviv, porque o Mar Morto é o lugar mais baixo da Terra, as águas de inundação que fluem para o Mar Morto a cada inverno carregam consigo sedimentos que estratificam no fundo do lago em diferentes camadas, com cada duas camadas representando um ano diferente.

 Prof. Shmuel Marco. (Credit: Tel Aviv University) Prof. Shmuel Marco. (Crédito: Universidade de Tel Aviv) 

Assim que ocorre um terremoto, os sedimentos giram juntos, com as camadas que anteriormente haviam se estabelecido em sequência perfeita misturando-se entre si e reassentando em um arranjo diferente. 

Os pesquisadores desenvolveram equações específicas e modelos computacionais para analisar esses achados e foram capazes de entender a física do processo e reconstruir a partir do registro geológico a história dos terremotos ao longo do tempo, destacando que sua frequência no vale do Mar Morto não é fixada ao longo do tempo.

"Um terremoto em Jerusalém, OUÇA, veja, leia: 'ataques, foguetes e destruição em Jerusalém virão do Hezbollah e do Irã', porém eles mesmos aproveitarão o caos pretextual facilmente destrutivo com o potência bélico sionista, e num 'falseflag' abrirão caminho para O Novo Monte do Templo e não somente a construção do Terceiro Templo, mas a parceria árabe-israelense para um moderno urbanismo árabe-israelense-cristão no Novo Monte do Templo, com o mesmo padrão do Templo Turístico dos Acordos de Abraão nos Emirados Árabes. Árabes (palestinos que aceitarem o Acordo) e judeus faturarão com o maior e mais moderno ponto turístico do mundo! Você entende esse terremoto?"

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.