Ads Top

Flurona: a maldita fusão entre coronavírus e a influenza H2N3

Você já ouviu falar em “flurona”? Trata-se da infecção simultânea por covid-19 e gripe. O nome vem da junção da palavra “flu” (que significa “gripe” em inglês) com parte de “coronavírus”.




Autoridades médicas de Israel confirmaram o primeiro caso da dupla infecção no fim de semana. No Brasil, infectologistas já relatam a incidência do quadro pelo país. 


Os sintomas da “flurona”, se comparados aos da covid-19 ou da Influenza isoladamente, são bem semelhantes entre si e o diagnóstico é feito através de painel viral.


“Observa-se febre, dor no corpo, inapetência, tosse, dor nas articulações, nos músculos e de garganta. Em casos mais graves, pode haver falta de ar e a necessidade de internação, eventualmente até em UTI (Unidade de Terapia Intensiva)”, explica Estêvão Urbano, infectologista e diretor da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia).


O também infectologista e consultou da SBI Marcelo Daher acrescenta que normalmente os quadros de “flurona” são mais arrastados e podem ter mais intensidade nos sintomas. 


“O que chama a atenção é que, no geral, se imagina que duas infecções conjuntas não poderiam acontecer, mas tem acontecido e estamos tendo a oportunidade de acompanhá-las.”



CASOS DE FLURONA NO DF, EM SP, E RJ: 


O Distrito Federal já tem caso de flurona, dupla infecção de influenza (gripe) e Covid-19.

A coluna Grande Angular obteve o laudo de uma menina de 8 anos que testou positivo para coronavírus e influenza A ao mesmo tempo. Veja o documento:

Material cedido ao MetrópolesLaudo de exame
Exame mostra coinfecção de Covid e influenza

A mãe da criança, que pediu para não ter o nome divulgado, disse com exclusividade à coluna que a paciente teve febre alta, dor de cabeça, dor de garganta, indisposição em geral no corpo, espirros e olhos vermelhos. “Os primeiros sintomas foram espirros e congestionamento nasal, aproximadamente dois dias antes da confirmação da flurona”, afirmou.

No momento, a maior parte dos sintomas, como a febre e a dor de cabeça, já passaram e a menina se recupera em casa. “Nós a levamos para o Hospital Brasília de Águas Claras e a médica disse que tem vários pacientes apresentando Covid junto com influenza”, disse.

O estado de São Paulo registrou 110 casos de codetecção do vírus Influenza e do vírus da covid-19 considerando todo o ano de 2021, informou a Secretaria de Estado da Saúde. Isso significa que os pacientes contraíram as duas doenças ao mesmo tempo.


Os dados foram extraídos do sistema Sivep-Gripe e referem-se a casos hospitalizados que tiveram critério de encerramento laboratorial e positividade para Influenza e SARS-CoV-2 por meio de teste rápido de antígeno, imunofluorescência ou RT-PCR.


A secretaria ressalta que, conforme definição do Ministério da Saúde, somente os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) são de notificação compulsória, ou seja, apenas casos com necessidade de hospitalização.


“As medidas já conhecidas pela população seguem cruciais para combater a pandemia do coronavírus: uso de máscara, que segue obrigatório em SP; higienização das mãos (com água e sabão ou álcool em gel); distanciamento social; e a vacinação contra a covid-19 e Influenza”, divulgou a pasta em nota.



O adolescente Bruno Soutto Mayor Caballero de Oliveira, de 16 anos de idade, morador da cidade do Rio de Janeiro, começou a ter sintomas gripais no dia 29 de dezembro. No dia seguinte (30), o adolescente fez dois testes em laboratórios da rede privada que detectaram resultados positivos para o coronavírus SARS-CoV-2 e para o vírus Influenza A.


O contágio simultâneo é conhecido como flurona, uma designação definida a partir dos termos flu (gripe, em inglês) e rona (de coronavírus).


Em vídeo enviado para emissoras de TV, a mãe do rapaz, a fisioterapeuta Adriana Soutto Mayor, conta que o filho foi vacinado com as duas doses da vacina contra a covid-19 e com a vacina da gripe. E que foi uma surpresa para a família a infecção dupla do jovem.


“O que eu queria deixar de alerta é que esses dois vírus podem ocorrer ao mesmo tempo. Ele está bem, com praticamente nenhum sintoma. Tenham cuidado porque outro organismo pode não reagir tão bem”, disse Adriana.


A Secretaria Municipal de Saúde informou, em nota, que entrou em contato com os pacientes com resultado positivo para as duas doenças (influenza e covid-19), a partir de exames feitos na rede particular, e está fazendo a investigação epidemiológica.


“A coinfecção não é algo comum, mas já há registros dessa ocorrência em alguns países”, disse a pasta, sem informar quantos casos estão sendo analisados no município.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.