Ads Top

Aumento de tensão na Ucrânia acirram troca de ameaças entre Rússia e Estados Unidos da América


Cerca de 100 mil soldados russos permanecem posicionados na fronteira com a Ucrânia, em um gesto que tem alimentado na comunidade internacional a expectativa de que a Rússia possa promover uma invasão ao país vizinho. O conflito no Leste Europeu é o pano de fundo de uma disputa que rememora os tempos da Guerra Fria. Desde a invasão russa na Crimeia, em 2014, o mundo assiste a um acirramento da tensão entre Estados Unidos e Rússia.


Os países com assento permanente no Conselho de Segurança da ONU emitiram uma declaração conjunta nesta semana dizendo que o aumento de arsenais e as guerras nucleares precisam ser evitadas. O posicionamento foi divulgado depois do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmar que “vai responder de forma decisiva” em caso de uma possível invasão militar russa na Ucrânia. O embate político entre os dois países ainda envolve a aproximação da Otan com a Ucrânia e os sinais de apoio da China à posição russa.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.