Ads Top

Adolf Hitler era Bissexual segundo relatório de inteligência dos EUA, obtido na Segunda Guerra Mundial



De acordo com um relatório de 70 páginas elaborado durante o período da 2ª Guerra Mundial pela entidade antecessora da CIA, ou seja, o Escritório de Serviços Estratégicos (OSS, na sigla em inglês), Adolf Hitler teria tendências homossexuais e viveu durante anos em um albergue gay na Áustria.

 O "esboço biográfico" do líder nazista, compaginado pelo antropólogo Henry Field, abrange temas desde a sua infância e educação até sua dieta e música favorita.

Além disso, compreende também detalhes de sua vida sexual, revelada por Ernst Sedgwick Hanfstaengl, um germano-americano que havia sido amigo íntimo e confidente de Hitler.
No documento é indicado que Hitler viveu entre 1910 e 1913 em uma pensão para homens no distrito austríaco de Brigittenau. O albergue tinha a reputação de ser um local que as pessoas frequentavam em busca de homens jovens para prazeres sexuais. Detalhou-se também que o líder nazista aparentemente era "um tipo de sadomasoquista com uma possível 'veia' homossexual".
Segundo a OSS, quando o ditador e seu protegido Rudolf Hess foram presos na década de 20, tinham uma relação que "poderia ter chegado ao sexo". O documento detalha que Hess era travesti e conhecido como "Miss Anna", que frequentava festas "vestido com roupas femininas".
Datado de 1943, o informe finaliza o capítulo sobre a sexualidade de Hitler com uma breve análise, relatando que "sua vida sexual é dupla, assim como sua perspectiva política. Ele é tanto homossexual quanto heterossexual; tanto socialista quanto fervoroso nacionalista; tanto homem quanto mulher". 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.