Ads Top

Em Israel, Emmanuel Macron discute com policias na Cidade Velha de Jerusalém


O presidente francês, Emmanuel Macron, pediu com insistência nesta quarta-feira a policiais israelenses que o deixassem entrar na igreja de Santa Ana de Jerusalém, constatou a AFP.
"I don't like what you did in front of me" (Não gosto do que vocês estão fazendo na minha frente"), gritou Macron em inglês para um policial israelense posicionado em frente à entrada da igreja, território francês na Cidade Velha de Jerusalém.

"Vão lá para fora, por favor, ninguém tem que provocar ninguém, está entendendo?", disse ainda Macron.
"Vamos manter a calma, fizemos uma caminhada maravilhosa, vocês fazem um bom trabalho na cidade e eu aprecio isso, mas por favor respeite, as regras estabelecidas há séculos, elas não vão mudar comigo", acrescentou.
"É a França aqui, e todo mundo conhece a regra", ressaltou, ainda em inglês, o chefe de Estado francês, que improvisou um passeio na Cidade Velha de Jerusalém, onde planejava visitar apenas a igreja de Santa Ana.
A basílica de Santa Ana, construída pelos cruzados no século XII e oferecida pelo Império Otomano à França em 1856, é um dos quatro territórios franceses de Jerusalém.
Foi neste bairro de Jerusalém Oriental que o ex-presidente francês Jacques Chirac se enfureceu em 1996 contra soldados israelenses que o enquadraram muito de perto, antes de exigir que deixassem Santa Ana.
Nesta quarta-feira, poucas horas antes da chegada de Macron, uma confusão aconteceu entre membros do grupo responsável por sua segurança e um membro das forças de segurança israelenses, segundo jornalistas no local.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.