Ads Top


Eis o motivo pelo qual Bolsonaro foi eleito! 


O governo de Jair Bolsonaro vai sediar, em fevereiro de 2020, uma conferência internacional para debater a paz e segurança no Oriente Médio. O encontro faz parte de uma iniciativa do governo de Donald Trump para criar uma aliança própria na região e isolar o Irã.
O primeiro encontro da iniciativa ocorreu em fevereiro de 2019, em Varsóvia. A Polônia, uma aliada de Trump, aceitou a função de sediar o evento, que passou a ser conhecido como o "Processo de Varsóvia".
Nem russos, nem representantes da União Europeia e nem palestinos estiveram presentes. Alemanha e França também se recusaram a participar. Teerã, alvo dos ataques dos organizadores, sequer foi convidada.
Sete grupos de trabalho foram estabelecidos para debater assuntos como cibersegurança, segurança aérea e marítima, energia e proliferação de mísseis. Todos os encontros seguintes foram realizados em países aliados aos EUA, como Bahrein, Coreia do Sul ou Romênia.
O próximo encontro está marcado para ocorrer no Brasil. Ao longo dos últimos meses, a administração Trump tem pressionado Bolsonaro e seu chanceler, Ernesto Araújo, a ampliar a pressão sobre os iranianos, um dos maiores destinos de exportações agrícolas do Brasil na região.
Num documento, os organizadores afirmam que estão "entusiasmados" em anunciar que o grupo de trabalho sobre assuntos humanitários e refugiados irá se reunir em Brasília, nos dias 5 e 6 de fevereiro de 2020.
Os documentos afirmam que esse grupo de trabalho vai permitir a troca de informações sobre a questão de educação e a proteção da juventude, nas respostas humanitárias no Oriente Médio.
O possível antimasshiah (anticristo) pisará em terras Brasileiras pela primeira vez, Jared Kushner estrará presente com Donald Trump, e Ivanka. 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.