Ads Top

Supremo Tribunal Federal tem gravação de reunião citada por Moro com Bolsonaro, em está sob sigilo de justiça


Já está em poder do Supremo Tribunal Federal (STF) a gravação de uma reunião  citada pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro durante depoimento. O ministro Celso de Mello, relator do caso, decidiu manter o material em sigilo temporário.

De acordo com a Advocacia Geral da União (AGU), o conteúdo foi entregue na íntegra , sem qualquer tipo de edição. O prazo estipulado por Celso de Mello era de 72h para o envio.

O ex-ministro Sergio Moro anunciou sua demissão do cargo no dia 24 de abril. Durante a fala, ele  acusou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de tentar interferir no comando da Polícia Federal.

                                                    (sede do STF- Foto Reprodução)

Depois da denúncia, a Procuradoria Geral da República pediu abertura de um inquérito para investigar as acusações ao STF, o que foi atendido. Bolsonaro  nega  ter cometido irregularidades.

Moro prestou depoimento à PF no último dia 2, dizendo que, durante a reunião do conselho de ministros de 22 de abril, Bolsonaro fez cobranças , como a substituição do superintendente da PF no Rio de Janeiro e do então diretor-geral da PF, Maurício Valeixo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.