Ads Top

Aneel: Não será cobrada taxa extra na conta de luz, até a pandemia passar.



A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) definiu em reunião desta 4ª feira (28.mai.2020) que irá manter a bandeira tarifária verde até o mês de dezembro. O que significa que o consumidor não terá acréscimo de tarifas nas suas contas de energia até o final deste ano.

A bandeira verde é acionada quando a produção nas usinas hidrelétricas (energia mais barata) está favorável, o que torna a energia mais barata.

A Conta-Covid irá ajudar a cobrir os custos das bandeiras tarifárias em eventuais prejuízos para o elo da cadeia do setor elétrico: geradores, distribuidores e transmissores de energia.

“Os valores das bandeiras tarifárias são atualizados todos os anos e levam em consideração parâmetros como estimativas de mercado, inflação, projeção de volume de usinas hidrelétricas, histórico de operação do Sistema Interligado Nacional, além dos valores e limites do Preço de Liquidação das Diferenças (PLD)”, afirmou a Aneel em nota.

A redução de carga e de demanda de energia por conta da paralisação da atividade industrial e comercial também contribuíram para que não fossem somados custos às contas dos consumidores.

De acordo com a Aneel essa é uma medida emergencial para aliviar a conta de luz dos consumidores e auxiliar o setor elétrico em meio ao cenário de pandemia da Covid-19.


ENTENDA AS BANDEIRAS TARIFÁRIAS

O sistema de bandeiras tarifárias foi instituído pela agência em 2015, com objetivo de sinalizar ao consumidor o custo real da geração de energia elétrica. As cores das modalidades –verde, amarela ou vermelha– indicam se haverá ou não acréscimo a ser repassado nas contas de luz.

Todo mês, o ONS (Operador Nacional do Sistema) faz uma previsão do custo médio da geração de energia no mês seguinte. Além disso são considerados o valor da usina térmica mais cara que será ligada, as condições climáticas e o nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas.

Durante o período chuvoso, a energia gerada pelas hidrelétricas é suficiente para abastecer grande parte da demanda do país. Mas, em épocas de seca e calor, é necessário acionar térmicas, que custam mais caro. Os recursos das bandeiras tarifárias são repassados às distribuidoras de energia para compensar o custo extra da produção de energia no período.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.