Ads Top

Emmanuel Macron e Putin sugerem cúpula sobre Covid-19 no Conselho de Segurança da ONU


O presidente russo, Vladimir Putin, e seu colega francês, Emmanuel Macron, discutiram nesta sexta-feira a possibilidade de uma reunião entre os líderes dos cinco países-membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, acusado de desunião frente à pandemia de coronavírus.

Durante uma conversa por telefone sobre a propagação da doença, Macron e Putin falaram da "possibilidade de organizar uma reunião de trabalho, por videoconferência, dos dirigentes dos países-membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU", indicou o Kremlin em um breve comunicado.

O Conselho de Segurança permanente da ONU é composto por Rússia, França, China, Reino Unido e Estados Unidos.

Na semana passada, o secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu ao Conselho que mostre unidade diante da Covid-19. Há semanas, o órgão se encontra dividido. O embaixador alemão na ONU, Christoph Heusgen, lamentou "o silêncio ensurdecedor" do Conselho de Segurança permanente na resolução da crise do coronavírus.

O fator-chave desta paralisia é a polêmica entre China e Estados Unidos a respeito da origem chinesa do vírus. O último exemplo nesse sentido foi a decisão, na quarta-feira, do presidente americano, Donald Trump, de suspender sua contribuição financeira para a Organização Mundial da Saúde (OMS). Trump acusa a agência de se posicionar do lado da China e de má gestão da pandemia.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.