Ads Top

Não é pelo C-19, mas sim pelo controle e direito de ir e vir: Cidade de Florianópolis capital do Estado de Santa Catarina, terá cerca eletrônica instalada na entrada e saída da ilha

 

Os equipamentos necessários para a instalação da “cerca eletrônica” na entrada e saída da Ilha, em Florianópolis, já foram adquiridos pela Polícia Militar (PM-SC). São câmeras com leitura de OCR, que é um reconhecimento ótico de caracteres. A partir de agora, o Estado prepara-se para a próxima etapa, que é a licitação dos portais que serão instalados nas cabeceiras pontes Pedro Ivo Campos, Colombo Salles e Hercílio Luz. Nessas estruturas estarão os equipamentos de monitoramento. Pela proposta da PM, todos os carros que entrarem e saírem da Ilha, assim como as pessoas, terão as placas e os rostos reconhecidos. A ideia é flagrar veículos furtados ou roubados e pessoas foragidas.

Segundo o coronel Marcelo Egídio Costa, comandante da Polícia Militar Rodoviária (PMRv), em entrevista ao programa Notícia na Manhã, da CBN Diário, há o entendimento no comando-geral da corporação de que essa será uma das maiores entregas da segurança pública para a Ilha e Florianópolis.

– A gente tem nas pontes um ponto sensível para a mobilidade, mas que traz para a segurança pública, em controlando esse ponto, todo o controle sobre quem entra e sai da Ilha – explicou Costa.

O próximo passo, já que os equipamentos estão com a PM, é a construção junto à secretaria de Infraestrutura do edital para a instalação dos portais. Serão estruturas metálicas complexas, segundo ele, por conta de questões como o vento nas pontes. Os portais também terão painéis eletrônicos para que o usuário receba informações.

A estimativa do comandante da PMRv é que os trâmites burocráticos sejam resolvidos até o começo de 2022.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.