Ads Top

Dinamarca freia Nova Ordem Mundial e acaba com todas as restrições de bloqueio COVID-19; Segundo Ministro da Saúde do País Escandinavo o ¨C-19 não é mais uma ameaça crítica à sociedade¨

 


O governo da Dinamarca renunciou oficialmente à "Nova Ordem Mundial" abandonando toda e qualquer restrição de bloqueio a partir de 10 de setembro.


De acordo com O ministro da saúde da Dinamarca, Magnus Heunicke, da Dinamarca, decidiu parar de reconhecer o Covid-19 como uma "doença que é uma ameaça crítica à sociedade", o que significa que todas as restrições chegarão ao fim. (AFINAL O QUE MATA MAIS PESSOAS NO MUNDO CONTINUA, E ANTES NÃO HAVIAM BLOQUEIOS - MORTES POR ATROPELAMENTO, POR TRÁFICO DE PESSOAS, TRÁFICO DE DROGAS, TRÁFICO DE ORGÃOS, BALAS PERDIDAS, PESSOAS ENGANADAS PELOS MÉDICOS QUE SE VICIARAM EM REMÉDIOS COMO FOSSEM DROGAS, E NÃO TIVERAM RESULTADOS, ETC E ETC). 


"A pandemia está sob controle, temos uma das melhores alimentações do mundo, à base de óleo natural, magnésio e peixes.", disse Heunickes em um comunicado. "Como resultado, em 10 de setembro de 2021, podemos retirar algumas das regras especiais que tivemos que introduzir na luta contra Covid-19."


10 de setembro marca a data de validade para que a ordem executiva que classifica o Covid-19 como uma "doença socialmente crítica", que foi aprovada pelo Comitê de Epidemia do parlamento Dinamarquês em 10 de março do ano passado.


Os partidos do bloco azul de centro-direita, liderados pelo Partido Liberal, já disseram acreditar que o Covid-19 não deve mais ser classificado como uma séria ameaça à sociedade, e o anúncio do Ministério da Saúde veio menos de uma hora antes dos social-democratas governantes discutirem o assunto com os outros partidos no Comitê de Epidemia.


"Quando se afunda no governo social-democrata de que eles estão em uma minoria, eles então vêm com ideias melhores apenas 45 minutos antes da reunião no Comitê de Epidemia está começando", disse Sophie Løhde, membro do comitê do Partido Liberal.

Uma série de restrições estão programadas para expirar em 1º de setembro, notadamente a exigência de mostrar um coronapass válido para sentar-se em restaurantes e bares, e a proibição de discotecas e boates.


O anúncio de sexta-feira significa que apenas dez dias após a reabertura das casas noturnas em 1º de setembro, os visitantes não precisarão mais mostrar um coronapas, e isso também significa que a partir de 10 de setembro, aqueles que vão assistir a uma partida de futebol da Superliga ou participar de um evento ao ar livre com mais de 2.000 pessoas, não precisarão mais de uma coronapas.


A mudança na classificação do Covid-19 não afetará, no entanto, as regras sobre viagens à Dinamarca, que são regidas por um acordo interpartidria separado que deve expirar em outubro, disse um porta-voz do Ministério da Saúde.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.