Ads Top

Papa Francisco se reúne com líderes Muçulmanos que pedem, que ele se alie ao Hamas e aos Palestinos para apresentar sanções contra Israel



O Vaticano confirmou que o Papa Francisco se reuniu com o ministro iraniano das Relações Exteriores e falou por telefone com o presidente turco em meio à espiral de violência entre Israel e os palestinos.

A Igreja Católica Romana tem sido contra os cristãos desde os dias dos apóstolos que eles colocaram à morte de inúmeras e miríades maneiras horríveis, e eles têm sido o inimigo jurado dos judeus e de Israel muito antes da reunião que ocorreu em 14 de maio de 1948. Portanto, não é surpresa que o Papa Francisco tenha estado em profundas e secretas conversações com a Turquia e o Irã sobre tirar Israel das costas dos terroristas do Hamas na Faixa de Gaza.

"E a mulher foi vestida em cores roxas e escarlates, e enfeitada com pedras e pérolas de ouro e preciosos, com um copo dourado na mão cheio de abominações e imundície de sua fornicação: E sobre sua testa estava um nome escrito, MISTÉRIO, BABILÔNIA O GRANDE, A MÃE DAS PROSTITUTAS E ABOMINAÇÕES DA TERRA." Apocalipse 17:3,4 (KJB)

Em 2018 foi lançado um filme chamado 'Papa Francisco – Um Homem de Sua Palavra',e você pode ver o trailer oficial abaixo. Nele, o Papa Francisco é apresentado em toda a sua falsa glória profeta, até onde o vemos com Abbas, Biden, marchando em solidariedade com o povo da "Palestina Livre", e nenhum traço dos judeus ou Netanyahu dentro de 160 km. Sem surpresas aqui, sua Bíblia do Rei James, em Apocalipse 17 e 18, já lhe contou tudo sobre isso. A Igreja Católica sempre foi e sempre será inimiga dos judeus, se você for judeu acorde.


O Vaticano disse que Francisco falou por telefone por volta das 9h.m. Segunda-feira com o presidente turco Recep Tayyip Erdogan. Mais tarde, ele se reuniu com o ministro iraniano das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, que estava em Roma em uma visita previamente anunciada. O Vaticano não fez comentários sobre o conteúdo das conversas.

No domingo, Francisco apelou para a calma e ajuda internacional para abrir um caminho de diálogo. Falando durante sua bênção dominical, Francisco disse que a morte de crianças na última onda de violência foi um "sinal de que eles não querem construir o futuro, mas querem destruí-lo".

Erdogan disse que pediu ao Papa Francisco que apoiasse as sanções contra Israel, dizendo que os palestinos continuarão a ser "massacrados" enquanto a comunidade internacional não punir Israel. Erdogan também disse que "mensagens e reações contínuas" de Francisco em apoio aos palestinos seriam de grande importância para a "mobilização do mundo cristão e da comunidade internacional", segundo um comunicado da direção de comunicações presidenciais turcas.

Durante a conversa deles, Erdogan também renovou um apelo para que a comunidade internacional tome medidas concretas para mostrar a Israel a "reação dissuasiva e lição que merece", segundo o comunicado. O líder turco está envolvido em uma tentativa de diplomacia telefônica para acabar com o uso da força por Israel. LEIA MAIS


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.