Ads Top

Pelo controle Orwelliano: Alguns Países já tem vacinação OBRIGATÓRIA para que as pessoas que quiserem manter seu empregos, tomem a picada da serpente


Ao ler isso, regiões de todas as partes do mundo estão concordando em andar em lockstep, ou devemos dizer passo de ganso, na promulgação de medidas que impedirão as pessoas de manter um emprego sem concordar em receber ambas as doses da vacina experimental mRNA COVID-19. Não é a Marca da Besta, mas com certeza está se tornando muito mais que um CONTROLE TOTAL. Nada de comprar ou vender sem a picada COVID-19, mas não acredite em teorias da conspiração pessoas como nós. Logo você vai começar a acreditar neles quando eles lhe dizem que 'Guerra é paz. Liberdade é escravidão. Ignorância é força. Sim, PESSOAL, é assim que eles vencem as guerras, trazendo soluções que planejaram muito antes da GUERRA ACONTECER. O tempo de decisão é agora, ore e clame a Deus. 


Um número crescente de países e territórios em todo o mundo está forçando as pessoas, muitas vezes em setores específicos, a serem vacinadas contra o COVID-19, colocando enorme pressão sobre as pessoas que recusam a se vacinarem. 


A maldita Elite Mundial está aproveitando este Verão para dar uma cartada final na População, principalmente onde há Verão agora. 


Esses senhores malditos que são inspirados pelo inferno e a eficácia de toda a maldade, querem que o mundo cante uma melodia nada cativante: ¨NO JAB, NO JOB¨ sem vacinas, sem empregos. 


Parece que talvez precisemos começar a comprar e vender "1984" de George Orwell para os incautos, que não entenderam desculpem pelo termo: A CAGADA QUE FIZERAM, de terem obedecido o sistema, sem questionarem. 


Obrigatório no Tajiquistão, Vaticano

O Tajiquistão e o Vaticano estão entre os raros países que impõem vacinas a todos os adultos. No ex-Tadjiquistão soviético, a agência oficial de notícias publicou um decreto do governo obrigando todos os maiores de 18 anos a serem vacinados, sem dar mais detalhes. No Vaticano, o menor estado do mundo, as vacinas foram obrigatórias para residentes e trabalhadores em fevereiro, com aqueles que se recusam a serem demitidos.

Itália

Vários países ou territórios impuseram vacinas a determinadas partes da população. Médicos italianos e  do setor público e privado devem se vacinar ou enfrentar a proibição de trabalhar diretamente com os pacientes. Um grupo de 300 trabalhadores italianos da saúde foram ao tribunal para tentar derrubar a obrigação e uma audiência está marcada para 14 de julho.

Grã-Bretanha

Em 16 de junho, o governo britânico anunciou que todos os funcionários da casa de cuidados na Inglaterra precisarão ser totalmente vacinados. Se aprovada pelo parlamento, a nova legislação significa que qualquer pessoa que trabalhe em um lar deve ter duas doses de  partir de outubro, a menos que tenha uma isenção médica. As regras serão aplicadas a todos os trabalhadores empregados diretamente pela  bem como aos trabalhadores da agência e voluntários.

Rússia

O presidente Vladimir Putin é contra as vacinas obrigatórias em todo o país. O prefeito de Moscou, Sergei Sobyanin, ordenou picadas obrigatórias para os residentes da capital russa que trabalham no setor de serviços em 16 de junho. Cerca de 60% de todos os trabalhadores da  em Moscou - pouco mais de dois milhões de pessoas - foram ordenados a serem totalmente vacinados até 15 de agosto. Desde então, outras localidades tomaram medidas semelhantes, incluindo São Petersburgo.

Cazaquistão

O Cazaquistão ordenou em 1º de julho vacinas contra coronavírus obrigatórios para uma ampla gama de trabalhadores que entram em contato com outros. Aqueles que se recusarem serão impedidos de trabalhar cara a cara com outras pessoas.

Estados Unidos

A cidade de São Francisco anunciou que exigirá que todos os funcionários municipais sejam vacinados ou que possam sofrer sanções até e incluindo a demissão. A nova regra não entrará em vigor até que as vacinas tenham recebido aprovação total da Food and Drug Administration dos EUA, que até agora deu luz verde para seu uso em uma base de emergência devido à pandemia. Mais de 150 funcionários do Hospital Metodista de Houston, no Texas, já foram demitidos ou demitidos após não cumprirem ordens para levar um tiro.

França

O ministro francês da Saúde, Olivier Veran, disse que as vacinas obrigatórias ainda não são necessárias para todos. Mas o governo está trabalhando em um projeto de lei para forçar os trabalhadores da saúde a serem espancados.

Arábia Saudita 

Em vários locais, embora não haja exigência formal de vacinação, as restrições para os não vacinados significam que há uma obrigação de fato. Riade decidiu que qualquer pessoa que use  ou entre em um estabelecimento ou local esportivo do governo ou privado deve ser vacinada a partir de 1º de agosto. Somente trabalhadores vacinados do setor público e  podem entrar em seus locais de trabalho.

Paquistão

A província do sul do Paquistão do Baluchistão implementou em 1º de julho uma proibição de pessoas não vacinadas entrarem em escritórios do governo, parques públicos, shopping centers e transporte público. A província de Sindh diz que se recusará a pagar funcionários do governo que não foram vacinados desde julho, e o vizinho Punjab disse que bloqueará os telefones celulares de pessoas que se recusam a receber a picada. LEIA MAIS


tradução: BDN

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.