Ads Top

APÓS BANIMENTO: Donald Trump abrirá processos contra Twitter, Facebook e Google

 


O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump anunciou nesta quarta-feira (7) um processo contra Facebook, Twitter e Google acusando as gigantes da tecnologia de censurá-lo.


Trump disse que entrou com o processo em um tribunal federal na Flórida. Ele disse que buscaria o status de ação coletiva na ação, mas não especificou quem eram os outros membros envolvidos.


A ação também tem como alvo os chefes das empresas, respectivamente: Mark Zuckerberg, Jack Dorsey e Sundar Pichai (Alphabet, dona do Google), afirmou Trump, em coletiva de imprensa.


Trump teve seus perfis bloqueados em diversas plataformas on-line em janeiro, após a invasão do Congresso americano por seus apoiadores em meio a apuração das eleições americanas.


O Twitter retirou permanentemente a conta do ex-presidente do ar dois dias depois do incidente, citando preocupações com "incitação à violência".


A página pessoal de Trump no Twitter tinha quase 89 milhões de seguidores e era o principal meio de comunicação dele com o público.


O Facebook inicialmente o restringiu de fazer novos posts em suas páginas da rede social e do Instagram, que também pertence à Zuckerberg. Em junho, a empresa anunciou que a suspensão de seus perfis seriam mantida até janeiro de 2023.


A decisão foi tomada em resposta ao Comitê de Supervisão da rede social, que, em maio, pediu uma decisão definitiva sobre o caso.


O canal de Trump no YouTube, plataforma que pertence ao Google, está impedido de enviar novos vídeos. O ex-presidente, no entanto, não anunciou processo contra a companhia ou seus líderes.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.