Ads Top

A maldita enzima Luciferase chegou! Homem toma segunda dose de vacina Cov´ID19 e tem braço e mão brilhando (VÍDEO)

 


Um Homem que se vacinou com a segunda dose nos Estados Unidos, com a vacina Moderna viu seu corpo brilhando com a enzima da Luciferase. E como que ele descobriu isso, após ver vídeos que o maldito sistema dizem ser da ¨teoria da conspiração¨, o Homem disse alguém devia está mentindo, ele pensou: se eu fizer conforme esses vídeos que muitos falam que é teoria da conspiração, e eles estiverem certos. Quem mente é a grande mídia. 


E BINGO! tá lá! Mais uma vez a grande mídia sendo exposta. Nunca foi por sua saúde, este maldito sistema quer apenas te controlar! 


Assista no vídeo abaixo: 


Links que foram visualizados no fim do vídeo acima:

https://cv19news.wixsite.com/main/post/the-moderna-microneedle-luciferase-hyrdogel-transfection-nanoparticle-covid19-vaccine

https://canaltech.com.br/saude/fundacao-de-bill-gates-cria-tatuagem-secreta-que-revela-se-voce-tomou-vacinas-158346/


O que é Luciferase?

A luciferase refere-se a um grupo de enzimas (substâncias que desencadeiam reações químicas), que atuam sobre um tipo de composto químico chamado luciferinas, com o resultado sendo bioluminescência - ou seja, a emissão de luz por um organismo vivo. Outro fato bem peculiar é que a enzima Luciferase encontrada na moderna tem o 666. 


Vacina RNA da Moderna contém Luciferase dissolvida com 66,6ml de fosfato destilado


Eu publico isso porque você tem o direito de saber e fazer o consentimento informado, duvido muito que seu Doutor., militar ou médico que administra a vacina lhe dará essa divulgação.


E agora você sabe...



Luciferina (do latim lucifer, "light-bearer") é um termo genérico para o composto emissor de luz encontrado em organismos que geram bioluminescência. As luciferinas normalmente sofrem uma reação enzima dacatalisada com oxigênio molecular. A transformação resultante, que geralmente envolve a divisão de um fragmento molecular, produz um estado animado intermediário que emite luz ao decomposição ao seu estado terrestre. O termo pode se referir a moléculas que são substratos tanto para luciferases quanto fotoproteínas.



Este é um modelo de preenchimento espacial de luciferina de vagalume. Codificação de cores: amarelo=enxofre; azul=nitrogênio; preto=carbono; vermelho=oxigênio; branco=hidrogênio.

A luciferina sofre uma reação de descarboxilação oxidativa no pH 7,75 na presença de ATP, oxigênio e uma luciferase de vagalume (EC 1.13.12.7), produzindo oxicoilaferina, CO2, AMP, pirofosfato e emissão leve.

De: Enciclopédia de Ciência Analítica (Segunda Edição), 2005

Figura 7.3. Apresentação esquemática da detecção de fonte bioluminescente do cérebro de camundongos vivos. Na presença de ATP e magnésio, a luciferina se ligará à luciferase. Posteriormente, a liberação do pirofosfato (PPi) após a criação do AMP gerará adenilato de luciferyl. Este adenilato será oxidado a uma forma molecular instável após vários estágios intermediários. Para alcançar a estabilidade molecular, um fóton de luz será liberado e capturado pela câmera CCD.

Enzima, Proteína, Mutação, DNA, Reação em Cadeia de Polimerase, Bioluminescência, Adenosina Triphosfato, Luciferase Firefly, Luciferase,

Testando expressão luciferase e imunogenicidade

Os pesquisadores, que tinham experiência anterior no desenvolvimento de novos lipídios ionizáveis que seriam úteis para as formulações do LNP para alcançar a entrega do siRNA, examinaram o uso potencial de vários lipídios ionizáveis in vivo. Eles identificaram lipídios apropriados que permitiriam que o mRNA escapasse do compartimento endosomal e entrasse no citosol para tradução.

Eles selecionaram dois dos LNPs mais populares para testar sua formulação de vacinas. Eles utilizaram um indicador de luciferase para demonstrar a absorção do mRNA e, assim, avaliar a eficácia da formulação do LNP.

As duas formulações selecionadas produziram expressão intensa e de longa duração da luciferase, com uma explosão de luminescência após a adição de luciferina. Os investigadores encontraram uma resposta limitada de anticorpos após uma imunização, mas um nível mais alto de resposta celular direcionado contra o antígeno da luciferase. Ambos os LNPs provocaram imunidade celular comparável, mas a luminescência com um era mais transitória que a outra.

O padrão de expressão proteica não prevê, portanto, a imunogenicidade da molécula. Em vez disso, isso é determinado pela eficiência de absorção do antígeno pelas células que apresentam antígeno (APC), que o entregam aos linfócitos no linfonodo. Isso resultará na ativação das células T e na produção de mediadores imunológicos.

No experimento atual, a resposta imune parecia ser robusta devido à distribuição de tecido e células da proteína expressa. Mais pesquisas são necessárias para examinar como a proteína da luciferase é expressa em vários tecidos e órgãos. Fonte

Joey Lambardi vazou este vídeo depois de se ausentar e finalmente foi preso na Argentina.
https://funvax.wordpress.com/2011/09/19/joey-lambardi-arrested-in-argentina/

Este é o VMAT2, também
conhecido como O Gene de Deus: https://en.wikipedia.org/wiki/God_gene

Isto tudo foi uma das formas que Bill Gates e a elite mundial, buscaram para saber quem tomou a picada, e quem não. O controle está começando a surgir. O levante do governo do Antimessias está chegando! 


Se preparem em Deus, e arrependam-se

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.