Ads Top

John McAfee criador do Antivírus que usava o Sobrenome dele, foi assassinado pela Elite Mundial? Tudo indica que sim, e que não foi por suicídio

 


Na última quarta-feira (23)de JUNHO DE 2021, John McAfee, fundador do antivírus que leva o seu sobrenome, foi encontrado morto em uma prisão de Barcelona. Segundo fontes da polícia, informa o noticiário local El País, a investigação inicial do Departamento de Justiça aponta para um suicídio.

McAfee estava preso na Espanha desde outubro do ano passado acusado de sonegação fiscal e aguardava o julgamento de sua extradição para os Estados Unidos. 

O empreendedor tinha 75 anos e também vinha investindo em criptomoedas. Ele foi preso no início de outubro de 2020 no aeroporto de El Prat, quando tentava embarcar para a Turquia.

A acusação de sonegação e pedido de prisão partiram dos EUA. Segundo a justiça, McAfee sonegou milhões de dólares em impostos.


Ele também havia sido preso em 2019, embora tenha sido liberado apenas quatro dias depois. Entre os casos que já protagonizou, recentemente ele ofereceu US$ 100 mil para quem conseguisse hackear sua carteira digital, o que acabou acontecendo.


Em sua conta no Twitter, Edward Snowden, que tornou público um esquema de vigilância global da Agência de Segurança Nacional (NSA) dos EUA, comparou o caso com o de Julian Assange, cofundador do WikiLeaks.

"A Europa não deve extraditar os acusados de crimes não violentos para um sistema judicial tão injusto — e um sistema prisional tão cruel — que os réus nativos preferem morrer a ficar sujeitos a ele. Julian Assange pode ser o próximo", escreveu.

Usuários do Twitter também relembraram uma publicação feita por McAfee em novembro 2019, na qual disse: "[Estou] Recebendo mensagens sutis das autoridades americanas dizendo, com efeito: 'Nós estamos indo até você, McAfee! Nós vamos te matar'".

No mesmo Tweet, McAfee diz que fez uma tatuagem "para o caso" — que contém um cifrão e a palavra "whackd", de "whacked", ou "batido/abatido" em tradução livre — de lhe acontecer algo. "Se eu me suicidar, não fui eu. Eu fui abatido. Verifique meu braço direito", escreveu na publicação.

O caso da morte de McAfee ainda deve ser investigado para apontar a causa da morte segundo o EL PAIS. 


Pioneiro do antivírus

De pai americano e mãe britânica, McAfee nasceu na Inglaterra, em 1945, mas cresceu nos Estados Unidos. Ele estudou matemática e trabalhou como programador da Nasa entre 1968 e 1970.


McAfee passou por empresas como Univac e Xerox, antes de chegar à Loockheed, nos anos 80, onde começou a desenvolver software para combater vírus de computador. Ele foi um dos pioneiros nesta tecnologia de proteção.


Em 1987, o programador fundou a McAfee Associates. No começo, ele oferecia o serviço gratuitamente aos usuários comuns. Depois, começou a vendê-lo para diferentes empresas.


Em 1992, o antivírus da McAfee era usado por muitas empresas americanas e multinacionais, o que levou o empresário a fazer uma oferta pública na Bolsa de Valores.


Em 1994, McAfee se desligou da empresa e depois vendeu todas suas ações, em 1996.


Esposa de McAfee questiona hipótese de suicídio e critica a imprensa


Em sua conta no Instagram, Janice postou uma foto do casal e na legenda e disse que não aceita a história do suicídio, que foi apresentada ao público antes mesmo de seus advogados saberem da morte de McAfee. “Não aceito a história de ‘suicídio’ que se espalhou pelo câncer maligno que é MSM (mainstream media, algo como mídia tradicional, na tradução literal). Eles e suas fontes não identificadas não são confiáveis”, escreveu.

Ela também questiona a apresentação de uma carta encontrada em seu bolso, já que isso não teria sido mencionado quando Janice foi buscar as coisas do esposo na prisão e, novamente, nem seus advogados sabiam disso.


Segundo Janice, o marido estava bem no dia do ocorrido e que falou com ele duas vezes. “Ele me disse para ser forte e não me preocupar, continuaríamos lutando contra todos os apelos necessários”, disse. “Suas últimas palavras para mim foram ‘eu te amo, vou te ligar à noite’, mas infelizmente essa ligação nunca aconteceu.”


John McAfee com toda certeza foi morto pela elite, a foto que ele postou quando ainda estava vivo, e recebia ameaças comprova isso. E nesses tempos de mentira e concordância mundial coletiva, não é bom para a Elite Mundial ter influenciadores que fazem o gado pensar. 

Veja um vídeo sobre a realidade da Criptografia, que o John Mc Afee expôs tudo: 



Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.