Ads Top

Michel Temer vai ao SBT, e no programa Silvio Santos recompensa o Milionário ¨dono do baú¨ com 50 reais; Por ter defendido e apoiado a reforma da Previdência


Em mais uma frente da tentativa do governo de tornar a reforma da Previdência mais palatável à população, o presidente Michel Temer participou do Programa Silvio Santos, no SBT, que foi ao ar no último domingo (28).
Em uma tentativa de fazer piada, Temer terminou o programa oferecendo 50 reais ao apresentador, dizendo que faria com ele o que ele faz com os colegas de trabalho: “eu vou passar um dinheiro pra você”, disse, sorrindo.
Só que o tiro saiu pela culatra: nas redes sociais, internautas estão comentando que o gesto foi uma “tentativa de suborno”, relacionando os 50 reais à liberação de emendas para parlamentares em troca dos votos no Congresso que livraram Temer de ser investigado em duas denúncias apresentadas pela Procuradoria Geral da República (veja os tweets ao final do texto).
Já na abertura do programa, as dançarinas do programa sambaram ao som de “Apertar o cinto”, de Bezerra da Silva, uma música que denuncia a condição precária de vida dos mais pobres.
Silvio Santos comenta que a música, composta há cerca de 30 anos, continua atual. A letra diz “apertar o cinto pra onde? Se já não tem mais lugar/ estou com a barriga nas costas, meu Deus, eu nem sei onde vou parar”.
Depois, Silvio Santos comparou a confusão causada pela reforma da Previdência ao confisco da poupança no governo de Fernando Collor, em 1990, decretado pela então ministra da Fazenda Zelia Cardoso de Mello, e também à criação da URV, um momento transitório antes da implantação do plano Real, em 1994.
Quando ele chamou Temer ao palco, o presidente começou cumprimentando as dançarinas.
Silvio Santos levantou a bola, perguntando se é verdade que o país vai quebrar em três anos sem a reforma da Previdência. Temer confirmou, dizendo que, no prazo de três a quatro anos, o Brasil poderia virar uma Grécia ou uma Espanha, que estão com graves problemas financeiros ligados à dívida previdenciária.
O apoio de Silvio Santos ao longo da entrevista foi explícito. O próprio apresentador afirmou que está vivendo mais do que seus familiares, que morreram antes dos 80 anos – esse é um dos argumentos usados para justificar a reforma.
Temer ainda defendeu que a reforma não vai afetar os mais pobres, só quem ganha aposentadorias altas, no que foi secundado por Silvio Santos.
Por fim, o presidente ainda disse que o apoio da sociedade à reforma iria sensibilizar o Congresso para aprová-la.
“Se a vontade popular compreender isso, os deputados vão lá e depositam seu voto favoravelmente, portanto, ajudam o país”, declarou.
Veja o programa na íntegra:

Veja os tweets de internautas fazendo piada com o gesto de Temer:
 O SBT justificou a presença do presidente lembrando que não é a primeira vez que Silvio Santos recebe “líderes públicos para explicar ao povo brasileiro projetos e ações que são considerados importantes para a vida da população”.

Os dois exemplos citados foram a participação de Zélia Cardoso de Mello, então ministra da Fazenda no governo Collor, em 1990, e de Fernando Henrique Cardoso, então ministra da Fazenda no governo Itamar, em 1994.








Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.