Ads Top

Após cenas de estupro, O outro lado do paraíso abordará pedofilia com ¨normalidade¨

E quem é sujo, suja-se mais ainda...



A nova novela das 21 da rede Globo, O Outro Lado do Paraíso, vem mantendo altos índices de audiência desde que estreou, na semana passada. Escrita por Walcyr Carrasco, o folhetim já mostrou cenas de estupro e agora irá abordar a pedofilia.
Inicialmente serão dadas apenas “pistas” sobre o abuso da menina Laura (Luísa Bastos) que tem repulsa do padrasto, o delegado Vinícius (Flavio Tolezani).


No enredo, ele é o segundo marido de Lorena (Sandra Corveloni) após o pai biológico de Laura abandoná-la grávida. Como a mulher o venera, não acreditará inicialmente na filha. Conforme a emissora divulgou, a partir da próxima semana ficará claro que a menina  evita ficar sozinha com o padrasto.
O delegado será mostrado ainda como um corrupto, que aceita propina.
Na segunda etapa da novela, haverá uma passagem de dez anos, onde a atriz Bella Piero viverá  Laura mais velha. Walcyr Carrasco disse que além dos indícios de abuso, cenas de flashback serão gravadas para explicar os “traumas” da personagem.


Não é a primeira vez que a pedofilia é mostrada nas novelas da Globo. O assunto foi parcialmente retratado em América (2005), de Gloria Perez. Na trama, Bill (Jaime Leibovitch) acabou preso por assediar Rique (Matheus Costa), que aliciava pela internet.
A questão da pedofilia tem sido amplamente debatida no país após as denúncias que esse tipo de comportamento criminoso vinha sendo abordado em exposições de museus, sob o pretexto de “arte”.


Com toda a campanha negativa em cima da Globo, após a emissora ser tratada como #Globolixo por causa de seus programas tendenciosos, é preciso ficar atento a que tipo de abordagem será dada agora a esse tema tão espinhoso.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.