Ads Top

Brasil: Onde a vida humana não tem valor e, é odiada, perseguida e descriminada



O Brasil precisa ser refeito. Refazer a Nação de forma geral. O desprezo pela vida humana é uma prática monstruosa. Ha exceção? Claro que sim. Mas o bloco dos maus é muito grande e os recursos para praticar a maldade são vastos e enormes. E por mais que a exceção se faça notar, não tem força para virar esse quadro social de tamanha tragédia.

Se o ser humano não tiver um capital significativo, sua vida não valerá um níquel sequer. E mesmo tendo um capital significativo, se não tiver guarda-costas,ou, até mesmo tendo guarda-costas, a vida pode ser ceifada por uma traição, assalto, ou até mesmo uma emboscada.Fora isso, a vida dos demais brasileiros é útil para servir os ricos; útil para servir o mercado através do trabalho e consumo. 

Nada contra os prósperos e abastados, mas contra a forma com que o serviçal é tratado. Há desprezo e discriminação. O próprio salário que o serviçal recebe, já é um flagrante da prática discriminatória; além de se alimentarem e ficarem em aposentos separados; que digam os jardineiros, motoristas, empregadas domésticas, porteiros, e até mesmo vigilantes.

Alguns são ricos, porque teve ajuda do pobre. Alguns permanecem ricos, devido o trabalho de um número significativo de pobres que trabalham com sacrifício para a cada dia dobrar mais e mais às riquezas de seus patrões. Outros são ricos devido manobras do sistema que os favorecem, e ao mesmo tempo, prejudicam uma legião dos menos favorecidos. Há também ricos que se tornaram prósperos devido o esforço pessoal, mas que foram ajudados pelo sistema. E outro grupo de abastados que ficaram ricos através do confisco ilegal dos direitos alheios, inclusive de herança.

Não sou contra a prosperidade, pelo contrário, acho justo que todos os homens tenham acesso à prosperidade, porém no mínimo, o que à Constituição determina: que é ganhar um salário mínimo que possa cobrir os custos de moradia,alimentação, escola, saúde e vestuário, o que não acontece. A Constituição proíbe à discriminação, mas na prática e de forma flagrante, ela acontece às claras e sem nenhum constrangimento. Exemplo: 

Classe superior - ganha salário que cobre todas às determinações sociais básicas constitucionais, e ainda sobra um montão. 

Classe dos servidores da classe superior - ganha salário que cobre todas às determinações sociais básicas, e sobra um pouco menos. Mas ainda assim, o salário permite sair de Brasília na hora do almoço e ir almoçar em Salvador. 

Classe inferior - é a classe que serve não só à classe superior, como também seus servidores. Grande parte são terceirizados, como contínuos, garçons, camareiras, cozinheiros,porteiros, motoristas, jardineiros e vigilantes. Já o salário dessa gente na maioria das vezes, acaba antes de findar o mês, e grande parte está no SPC. Exatamente porque o salário não cobre o básico que se necessita para viver. E aí vai deixar de possuir o básico? Que se dane.

Classe dos comprovadamente pobres - essa classe só é lembrada em tempo de campanha eleitoral, passada às eleições, é matar um leão a cada dia. É luta acirrada pela sobrevivência, e muitas das vezes o leão sai vencedor. Geralmente na capela mortuária, são dois, três corpos velados no mesmo dia. 

O Brasil precisa urgente de uma reforma moral e social. Voltar ao começo de tudo.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.