Ads Top

O que é a vitamina K e o que as pesquisas Holandesas e Francesas dizem de seu efeito contra novo coronavírus

A vitamina K ganhou destaque recentemente, depois da divulgação de um estudo holandês que apontou uma relação entre os piores resultados de saúde dos pacientes com covid-19 e os níveis reduzidos de vitamina K


Mas o que é vitamina K e o que podemos aprender a partir dessas novas observações?Vitamina K é um grupo de vitaminas conhecido por seu papel na coagulação do sangue. A letra K vem de koagulatión, que é a palavra alemã para coagulação.

A vitamina K ativa uma proteína necessária para a coagulação normal do sangue, que ajuda a curar feridas e prevenir sangramentos excessivos.


Muitos recém-nascidos recebem uma injeção de vitamina K para evitar uma condição rara, mas grave, de sangramento excessivo. Isso ocorre porque os bebês nascem com baixos níveis de vitamina K.


Existem evidências de outros benefícios da vitamina K, incluindo melhora da saúde óssea e cardíaca. No entanto, mais pesquisas são necessárias antes que esses benefícios possam ser comprovados.

As duas principais formas do pequeno grupo de vitaminas são K1 (filoquinona) e K2 (menaquinonas). Ambas têm funções semelhantes, embora sejam necessários mais estudos para entender profundamente as diferenças entre elas.


Acredita-se que a K2 possa ser absorvida melhor e armazenada por mais tempo no corpo que a K1. Mas o corpo também pode converter parte da K1 que você come em K2.

Principais fontes de vitamina K

A K1 é encontrada principalmente em vegetais de folhas verdes, como couve, espinafre e brócolis, e é identificada pelo serviço público de saúde britânico, o NHS, como a principal forma alimentar da vitamina K.

Um estudo encontrou a K2 em alguns queijos holandeses e franceses, embora o conteúdo varie substancialmente e dependa do tipo de queijo, do tempo de maturação, do teor de gordura e da área geográfica em que o queijo é produzido.
Os pesquisadores verificaram que queijos mais gordurosos e envelhecidos apresentam maiores níveis de K2: camembert, gouda e edam apresentaram boa quantidade.
A vitamina K é solúvel em gordura, o que significa que é melhor absorvida quando consumida com alimentos que contêm gorduras saudáveis, como azeite, peixe, nozes e sementes. Muitas fontes de K2 já contêm gorduras, mas ao comer verduras, pense em adicionar gorduras saudáveis ​​à sua refeição.
"Um pouco de azeite na sua salada é uma ótima maneira de ajudar na absorção da vitamina K", diz a nutricionista Tai Ibitoye.
Os adultos precisam de aproximadamente 1 micrograma (μg) de vitamina K por dia para cada quilo de peso corporal. A maioria das pessoas pode atender às suas necessidades por meio da dieta, pois a vitamina K é "amplamente disponível nos alimentos que ingerimos", diz Ibitoye.
Embora seja rara a deficiência de vitamina K, algumas pessoas podem ter condições que aumentam risco de deficiência, como má absorção de gordura.
A vitamina K pode ser armazenada pelo organismo. O NHS diz que quem toma suplementos de vitamina K deve ter cuidado, pois isso pode ser prejudicial, embora tomar 1 mg ou menos por dia provavelmente não cause danos.
As pessoas que tomam anticoagulantes, como a varfarina, não devem tomar suplementos de vitamina K sem consultar um médico primeiro e devem ter cuidado para não comer muitos alimentos que contenham vitamina K, pois isso pode interferir no funcionamento correto do medicamento.
Um estudo indica que alguns queijos, incluindo o camembert, contêm vitamina K2

Um estudo indica que alguns queijos, incluindo o camembert, contêm vitamina K2

BBC

Vitamina K e covid-19

E o estudo holandês que sugeriu que pacientes com covid-19 com deficiência de vitamina K poderiam ter impacto maior na saúde do que aqueles com níveis adequados de vitamina K? Ele analisou o status da vitamina K e avaliou se o nutriente desempenha algum papel na proteção das fibras elásticas nos pulmões, que o vírus pode danificar.
Ibitoye explica que a degradação da elastina pulmonar pode levar a "mais dificuldade em respirar" e "sintomas como falta de ar". No entanto, como é apontado que a covid-19 pode causar a formação incomum de coágulos sanguíneos e que a vitamina K está associada ao auxílio na coagulação sanguínea, a pesquisa causou debate na comunidade científica.
Embora os resultados do estudo observacional indiquem que possa haver uma ligação entre os níveis mais baixos de vitamina K e os piores resultados nos pacientes com covid-19, "a correlação não significa causalidade", diz Ibitoye.
Os pesquisadores estão buscando financiamento para um estudo de intervenção para ver se a suplementação de vitamina K pode melhorar o resultado dos pacientes com covid-19.
Uma dieta saudável e equilibrada é importante para apoiar o sistema imunológico do seu corpo, e a má nutrição pode comprometê-lo. Procure comer uma grande variedade de frutas e legumes para garantir que você obtenha todos os nutrientes que seu sistema imunológico precisa.
"Cada micronutriente desempenha um papel diferente no sistema imunológico - não acredite em apenas um 'herói'", diz Sarah Stanner, diretora de ciências da Fundação Britânica de Nutrição.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.