Ads Top

Governo de Macri deixou a Argentina chegar na Hiperinflação?


A revista Foreign especializada em finanças e negócios, fez uma perspectiva muito dura, advertindo que "a Argentina está a um passo do colapso econômico " 

A publicação observa que, apesar do resgate inédito do FMI, "a Argentina esta sendo 
considerada pela Comissão Econômica das Nações Unidas para a América Latina e o Caribe (Cepal), uma das economias emergentes que continuarão com as vulnerabilidades, de acordo com o" Balanço preliminar das economias da América Central e da República Dominicana em 2018 e as perspectivas para 2019. " 

[Imagem: img_9827.jpg?resize=696%2C699&ssl=1]


A influente mídia americana disse que a situação no país é agravada "devido à fuga de capital". Ao mesmo tempo, disse que " empresas como a Coca Cola pedem um procedimento de prevenção de crise ", nomeando outros casos como Carrefour ou Avianca. 

[Imagem: BC9.jpg]


" A situação econômica na Argentina pode ser explicada por sua dívida, que aumentou 20 pontos percentuais do PIB entre 2017 e o segundo trimestre de 2018, atingindo uma dívida pública de 77,4% do PIB, de acordo com a Cepal " revelaram. 

A nota aponta que, entre dezembro de 2015 e março 2017 , 3.198 empresas foram fechadas na Argentina, ou seja, sete empresas por dia, de acordo com dados da Administração Federal da Receita Pública (AFIP). 

"No entanto, o governo de Macri teve um impacto durante o ano passado, porque superou a meta fiscal acordada com o FMI, atingindo um déficit fiscal de 2,4% em 2018, em vez de 2,7%. ", Resgate . 

E o mercado tomou seu pedágio impopular neoliberal quando o presidente argentino Mauricio Macri, falou aos legisladores na Abertura da Sessão Ordinária 137 do Congresso. 

[Imagem: 7E7.jpg]


Não só o dólar disparou, logo após seu discurso terminar, atingindo quase US $ 41, como também deu um salto no risco-país no início da sessão, quando houve uma queda generalizada nos preços dos títulos soberanos argentinos. 

O indicador que mede o diferencial de taxa que é necessário para Argentina durante um bônus semelhante nos EUA subiu 15 pontos no dia para chegar a 714, cruzando a barreira dos 700 pontos para a segunda vez este mês. 

Um indicador de risco país similar, o custo do seguro contra um default da Argentina (credit default swaps a 5 anos) mostrou um pico enquanto Macri estava se dirigindo aos legisladores. 

Devido à nova desvalorização, a alimentação subirá 15% nos próximos dias 

As empresas fizeram o aumento sem dar explicações aos supermercados. 

[Imagem: 0E6.jpg]


Devido à nova desvalorização deixada pelo dólar em torno de 43 pesos, a alimentação subirá 15% nos próximos dias. Além disso, haverá ajustes nas taxas de serviço, transporte e movimentações anteriores e atuais do dólar.

Isso foi feito pelas empresas e sem dar motivos aos supermercados, onde novos preços serão vistos nas gôndolas nos próximos dias. 

Alguns produtos que sofreram aumentos são farinha, óleo, arroz, erva-mate, macarrão, tomate, molhos, legumes 

Diversas fontes do setor de supermercados, hipermercados e atacadistas detalharam ao jornal Crônica que diferentes listas apresentaram aumentos durante a semana, com aumentos variando de 7% a 15% para produtos que são muito sensíveis às necessidades dos consumidores: farinha, óleo, arroz, erva-mate, macarrão, tomate, molhos, leguminosas. No segmento de produtos de limpeza, sabonetes, detergentes e lava-louças vão subir, entre outros exemplos. De acordo com as informações fornecidas por atacadistas e varejistas, a Arcor, Aceitera General Deheza, Molinos Cañuelas, Unilever e Procter.

Essa lista de aumentos terá forte impacto sobre a inflação de março, que já foi projetada para ser alta, com projeção de 4%. 





É oficial: Argentina está agora em hiperinflação 

desastre econômico: Argentina entrou em default 

O risco econômico do país atingiu nível recorde

Em 2018, todos os índices econômicos fecharam em vermelho 

Macri fechou o ano com uma economia destruída

Depois da Venezuela, a Argentina será a bola da vez, da NOM? 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.