Ads Top

Abertura de ¨O Sétimo Guardião¨ está cheia de mensagens subliminares, paganismo e fazendo alusão à bruxaria, e a lúcifer


 Estrou ontem 12/11 pela Rede Globo, a novela ¨O Sétimo Guardião¨ - elaborada e escrita por Aguinaldo Silva, e com colaboração de Joana Jorge, Maurício Gyboski, Zé Dassilva. E com direção de Allan Fiterman. 

O enredo da novela o ¨Sétimo Guardião¨ é este: 


Em Serro Azul, cidade parada no tempo no interior de Minas Gerais onde o sinal de internet ainda não chegou, uma fonte com propriedades rejuvenescedoras e curativas é protegida por sete guardiões – o prefeito Eurico (Dan Stulbach), o delegado Machado (Milhem Cortaz), o médico Aranha (Paulo Rocha), o mendigo Feliciano (Leopoldo Pacheco), a cafetina Ondina (Ana Beatriz Nogueira), a esotérica Milu (Zezé Polessa) e o guarda-mor Egídio (Antônio Calloni) –, que evitam que essa riqueza tome conhecimento público e caia em mãos erradas. Também protege a fonte o gato Leon (Eduardo Moscovis), antigo guardião que foi castigado pelas forças da natureza a viver sob a forma animal por descumprir uma das regras: não constituir família. Quando Egídio morre, ele sai em busca do novo sétimo guardião, pois só assim seu encanto será finalmente quebrado. Em São Paulo, Gabriel (Bruno Gagliasso) vê Leon pelas ruas e, misteriosamente, sente que deve ir para Serro Azul com a certeza que seu destino está lá. Ele abandona a noiva, Laura (Yanna Lavigne), no altar, mas na fuga acaba morrendo alguns instantes, sendo salvo pelos poderes místicos de Luz (Marina Ruy Barbosa), fazendo com que eles se apaixonem.

Tudo muda com a chegada da mãe de Gabriel, Valentina (Lília Cabral), uma grande empresária dos cosméticos que nasceu em Serro Azul e partiu para a capital paulista em busca de poder, retornando para descobrir os segredos da fonte e lucrar milhões, contando com a ajuda do motorista inescrupuloso Sampaio (Marcello Novaes). Ela será também o grande impedimento do romance de Luz e Gabriel, uma vez que visava fugir da falência ao casar o filho com Laura, filha do poderoso Olavo (Tony Ramos), que estava disposto a fundir as empresas das duas famílias e agora jura destruir a megera. Além disso, o casal tem que lidar com a vingança de Laura e a obsessão do arrogante Enrico Júnior (José Loreto) por Luz, além da invejosa Lourdes (Bruna Linzmeyer), que brinca com os sentimentos do ingênuo Geandro (Caio Blat), mas deseja Gabriel. Quem também retorna à cidade é Neide (Viviane Araújo), mãe de Luz que fugiu após ela nascer. Ela foi indiretamente responsável por Leon ser transformado em gato, uma vez que ele prometeu assumir sua gravidez mesmo contra as regras dos guardiões e, após o castigo da fonte, deixou-a acreditando que foi abandonada.

O próprio enrede da trama, já conta com sinais de puro misticismo e satanismo na trama, onde toda dualidade de bem e mal, estão reservadas no gato preto, e em cada ¨guardião.¨ Segundo a demonologia, tais guardiões na verdade são os 7 príncipes do inferno que você poderá ler nesses 2 sites: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/quais-sao-sete-lideres-inferno/

Sobre o gato preto, aqui vai um pequeno resumo, do porque várias produções o adoram e veneram, e assim como a nova novela da Globo, está fazendo. O porque ele está sendo usado. 

A primeira descoberta foi que os gatos dormem muito porque precisam repor as energias que perdem enquanto fazem a limpeza do ambiente. Isso não é uma novidade, porque já no antigo Egito eles eram e ainda são considerados animais sagrados, porque simbolizam exatamente isso: a limpeza, a higiene, tanto do ambiente como a deles mesmo.
Além de enterrar as fezes e de fazer a limpeza do próprio corpo, os gatos conseguem ver aquilo que nos passa imperceptível à visão, ou seja, energias negativas que podem perturbar o ambiente, como as decorrentes de mal olhado, inveja, raiva, etc. Ele transforma essas energias em positivas e também coloca em movimento as energias que estão paradas.
Desde tempos imemoriais associado com poderes do sobrenatural, o gato é considerado o mais mágico de todos os animais. Felino de natureza enigmática, foi animal sagrado em muitas civilizações, em especial no antigo Egito, onde foi elevado à categoria de divindade. Era considerado um símbolo lunar, consagrado às deusas Ísis e Bast, esta última uma divindade com corpo de mulher e cabeça de gato.
Ela é associada à música, dança, alegria e aos prazeres, assim como à fertilidade e maternidade, e diversos templos foram erguidos em sua homenagem. Bastet tinha o poder sobre os eclipses solares e era representada como uma gata preta, com um brinco e um colar ou uma mulher com cabeça de gato segurando um sistro, instrumento musical sagrado.
Nas práticas ocultistas, considera-se o gato um excelente doador de magnetismo animal, fluido vitalizador que, em certas circunstâncias, pode ser absorvido pelo homem em seu benefício. Outras escolas atribuem também ao gato a capacidade de absorver detritos ou escórias energéticas eliminadas pela presença humana, detritos esses que podem permanecer no ambiente, contaminando-o. Esotericamente, o gato é símbolo da vigilância e da proteção.
Em muitos templos do Oriente (por exemplo nos templos budistas da Tailândia e outros países do Sudeste asiático), a presença dos gatos é constante. Atuariam, segundo a crença local, não apenas como purificadores do ambiente, mas também como guardiões alertas contra a penetração de entidades maléficas provenientes de planos existenciais sutis. Na moderna psicologia, o gato é um dos símbolos ligados ao princípio ou força feminina, ao mundo onírico e irracional.
Na Europa medieval, estes animais ficaram conhecidos por serem fiéis companheiros das bruxas em suas feitiçarias. Foi dessa época que surgiu a crença de que eles teriam sete vidas.
O porquê de ser “sete” e não outro número, prende-se com o fato do número sete ter um significado místico, pois é um dos algarismos de maior conotação mágica. Esta lenda surgiu da Idade Média, em que os gatos, assim como as bruxas e os magos, eram vítimas da Inquisição. Apesar dos esforços para acabar com eles, dificilmente diminuíam em número, isto porque havia muitos dos seus defensores que os escondiam e criavam secretamente. No entanto, por terras inglesas referem que têm nove vidas. O número nove representa a vida e a abundância.
Outra “lenda” ligada aos gatos é o fato de possuírem sete vidas. Esta questão está associada ao seu campo vibratório perfeito, ou seja, o gato é o animal que mais neutraliza o negativo, se colocarmos numa escala, neutralizaria 100%, daí a questão das sete vidas.
No paganismo, o gato representa proteção e sabedoria, mas na magia negra, o gato preto macho personifica o diabo. No tarot, no baralho de Rider Waite, a Rainha de Paus é representada com um gato preto a seus pés, significando energia instintiva, mas domesticada.
Os egípcios o consideravam um animal sagrado. A veneração era tamanha que muitos dos donos pediam para serem mumificados juntamente de seus bichinhos, tendo assim seus gatos ao seu lado no descanso eterno.
Acreditava-se que além de poderem ver os espíritos, poderiam viajar pelo mundo dos mortos. A tradição dizia de quando um Faraó morria,um gato era sacrificado,com isso o gato ajudaria a alma do Faraó a encontrar o outro mundo rapidamente.
Os gatos possuem uma conexão com o mundo mágico, invisível. Já no antigo Egito os gatos desempenhavam um papel especial na vida das pessoas, e assassinar um gato era crime punido com a morte.
 *Resumindo, o gato preto é usado para fortalecer determinados rituais, e ter contatos com daemons (demônios) onde-se fala mundo mágico, lê-se mundo espiritual. 

Veja a abertura da Novela, e veja como o Gato Leon, que a direção da novela batizou para o felino preto. 



Vamos agora analisar cada detalhe que possa ter passado desapercebido por você, onde não viu tais mensagens na abertura da novela, vamos ver a seguir passo à passo. Lembrando que a Rede Globo e sua equipe fizeram uma abertura usando flor de lótus, igual foi a abertura da Copa do Mundo 2018, feita pela FIFA. (Relembre aqui)




  Tudo começa quando um portal se abre, bem semelhante a uma flor de lótus, é vista figuras de alguns homens, que podem ser representados como os 7 guardiões, ou então figuras do esoterismo, quando após esse portal se abrir surge a imagem de um ¨Eu interior, de Homens e Mulheres.¨



   O Gato preto é o grande destaque aqui, após as aberturas dos portais iniciais, vemos que abre um ¨mundo mágico¨ com a magia contida naquele frasco de perfume ou fórmula azul, onde uma cachoeira é vista, e novamente corta para o gato preto, fazendo referência de que o gato, como agora você já sabe pode-se conectar várias vezes entre o bem e o mal. Depois o gato preto é visto saltando de um arranha-céu, e a cidade vai virando de cabeça para abaixo, e sai girando. 


   Após está no arranha-céu, o gato consegue chegar na cidade, e procura onde estão os guardiões de cada ponto estratégico da cidade, aqui é uma referência clara dos 7 guardiões- a saber os 7 príncipes do inferno, note que a cara do gato está presa em uma bola de cristal, mostrando que sua conexão está forte com o mundo espiritual. Cada cena aqui é o gato revelando, em quais áreas atuam os ¨7 guardiões¨ na sociedade, estimulando a prática de vários pecados, incluindo os 7 pecados capitais. Até que poção azul, num frasco de perfume cai, e novamente dá força para o ¨mundo mágico¨ onde o gato se conecta. Fazendo alusão claramente, de quanto mais os seres humanos pecam, dão mais forças para os ¨7 guardiões¨ manipularem e devastarem a terra como quiserem. 



  A Abertura termina com o gato fechando os olhos e se desconectando, e o logotipo da novela, aparece, com o G com uma língua de Serpente. Fazendo referência com quem o gato preto estava se conectando, a saber Ha Satan, Lúcifer, a antiga serpente. 

Agora a escolha é de vocês. 


*Qualquer cena mais simbólica e ocultista iremos falar aqui. 


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.