Ads Top

O Significado e ocultismo do clipe ¨Bon Appétit¨ de Katy Perry, onde valorizam rituais dos Illuminati, e a sexualização

Em "Bon Appétit", Katy Perry é cozida por chefs de cozinha e é servida como uma refeição numa festa de convidados de elite. O vídeo alude aos rituais bizarros que a elite oculta pratica por trás das portas - e na frente.

Cerca de uma semana antes de o vídeo "Bon Appétit" sair, postei o artigo intitulado O que está acontecendo com Katy Perry?, onde explicamos como Katy Perry passou por um processo transformador - um processo que confirma que ela é completamente controlada pela elite oculta. De vez em quando, uma celebridade específica é "escolhida" para fazer manchetes, causando controvérsia e irritando as pessoas com comportamentos bizarros. Katy Perry está indo para o mesmo caminho que Britney Spears, Justin Bieber, Lady Gaga, Miley Cyrus, Amanda Bynes e Kanye West, em que a mídia faz uma cobertura extensa e sensacionalista dos eventos estranhos e humilhantes em que eles se envolvem. E então, bem como havíamos dito, o vídeo de "Bon Appétit" sai e confirma o status de Katy Perry: uma escrava da indústria.

"Bon Appétit" é um daqueles vídeos que deixam os telespectadores com um sabor desagradável, uma sensação de que algo está terrivelmente errado. Será que é devido à celebração aberta de canibalismo no vídeo? Claro. Mas também, há muito mais. O vídeo realmente retrata Katy Perry passando por um doloroso processo de tortura, exploração e desumanização. Ela é então usada para atrair outras pessoas para esse sistema.

Os fãs podem dizer: "Cara, o canibalismo é uma metáfora para o sexo. Não é Illuminati, será que você não entende?". Cara, é claro que eu entendo! Todo mundo entende! Com versos como "Esparramada como um buffet", até mesmo as crianças pequenas entendem. A música é claramente sobre fazer sexo com um monte de caras. Como se isso por si só não fosse suficientemente degenerativo para os jovens espectadores do mundo, o vídeo transforma tudo num evento ritualístico e canibalístico.

Katy Perry está no centro de tudo agora - ela é a peoa da vez escolhida para sofrer o processo degradante e desumanizante de ser um escravo da elite. A alusão que o vídeo faz de ela estar sendo cozinhada por um bando de pessoas é simplesmente parte do processo.

Vamos analisar o vídeo.

Pedaço de Carne

Em "Bon Appétit", Katy Perry não é tratada como um ser humano, mas como um pedaço de carne. Não estou simplesmente falando sobre ser usada para o prazer. Ela é tratada como um pedaço de carne real, literal, sem alma e que não tem valor. Ela é até mesmo fisicamente abusada e parece se sentir bem com isso. É como se ela estivesse completamente dissociada da realidade e estivesse sob controle mental pelos manipuladores (leia meu artigo chamado Controle Mental Monarca - Suas Origens e Técnicas, se você não sabe do que estou falando).

O vídeo começa com Katy Perry envolvida em plástico, 
como um pedaço de carne na geladeira, esperando para
 ser cozinhada. Os caras põem suas mãos sobre ela.

Ela é então jogada na farinha, usando uma roupa que
 lembra o vestido icônico de Marilyn Monroe. Katy também 
está usando um cabelo loiro, assim como Marilyn.

No meu artigo A Vida Oculta de Marilyn Monroe, Um Escrava Monarca de Hollywood Original, expliquei que Marilyn Monroe era o "protótipo" da Programação Beta Kitten. Estrelas escolhidas para promover esse sistema (como Katy Perry) são obrigadas a imitar Marilyn em pelo menos um momento de suas carreiras. Katy já fez isso várias vezes. A cena com a farinha, portanto, implica que o vídeo se refere à programação Beta Kitten - a criação de um escravo Beta.

Parece loucura? Claro que sim. Mas a elite que governa a indústria da música é doentia. E a cena seguinte confirma essa premissa maluca.

Katy é agarrada e torcida por um monte de 
caras. Isso é uma alusão ao sexo grupal? 

Katy passa então por várias situações dolorosas que representam sua transformação em uma escrava da indústria.

Katy é jogada em água fervente enquanto os chefs (representando 
manipuladores MK) derramam caldo sobre ela. Isso provavelmente dói.

Seu cabelo comprido é cortado - 
uma nova persona está sendo criada.

Seu cabelo é aparado usando um ralador. Isso provavelmente 
dói. Criar uma nova persona MK é um processo doloroso.

Através das cenas acima, entendemos que o novo penteado de Katy Perry não é simplesmente moda - é o resultado final de um processo de transformação que foi forçado a ela. Em suma, as cenas acima representam Katy sendo "preparada" por manipuladores MK para ir mais a fundo no sistema da elite.

Quando se aprofunda na indústria - o silêncio é um quesito 
de grande importância. A língua de Katy é simbolicamente
 "queimada" para representar isso.

Após esse longo processo de transformação, Katy Perry está pronta para ser servida e consumida pelos convidados da festa de elite.

Katy é o prato principal neste restaurante canibalístico.

A cena acima é a principal do vídeo. Ela diz tudo. Ela conecta Katy e todo o simbolismo em torno dela diretamente com a poderosa elite oculta da indústria do entretenimento.

A cena da mesa reflete diretamente eventos da vida real organizados por uma das mais poderosas e influentes ocultistas vivas hoje no entretenimento e na política: Marina Abramovic.

Marina Abramovic e Lady Gaga em um evento que aconteceu no Watermill 
Center em 2013. Nessa foto, elas estão diante de uma mulher deitada no que 
parece ser uma poça de sangue. Os convidados pegavam aquele sangue com 
colheres para comer. O evento foi apelidado de "Céu do Diabo". 
Não estou inventando isso.

Em outro evento de Marina Abramovic, os hóspedes usam casacos
 de laboratório, pois participam de um simulacro de canibalismo.

Em mais um evento organizado por Abramovic, um bolo à semelhança 
de Debbie Harry é cortado e comido pelos convidados... incluindo Debbie 
Harry. Marina realmente gosta de simular canibalismo. Se isso é o 
que eles fazem em eventos públicos, só se pode perguntar o que 
eles realmente fazem a portas fechadas.

Num ensaio fotográfico de uma revista, Abramovic está 
diante de uma modelo com suas entranhas expostas. Eu poderia
 postar fotos como esta continuamente ... há um monte delas.

Esse tipo de coisa não é recente nem é o domínio exclusivo de Abramovic. É o tipo de coisas bizarras que a elite oculta tem sido obcecada por séculos.

Esta é uma foto tirada em um baile de 1972 organizado pelo Rothschilds, 
ou seja a maior família de elite na história (leia o artigo completo sobre 
esse baile aqui). O vídeo de Katy Perry reflete esse tipo de exibição.

Portanto, para dizer o mínimo, a elite oculta tem uma relação com o canibalismo. O fato de que Katy Perry espelha esses eventos de elite confirma que ela foi escolhida para promover sua cultura de morte.

No entanto, o vídeo não termina aí. Há mais um detalhe que torna as coisas ainda mais perturbadoras.

Um pole dance surge da mesa e Katy começa
 a dançar enquanto os rappers jogam dinheiro nela.
 Ela é verdadeiramente uma escrava Beta Kitten.

Enquanto Katy dança como uma stripper, os convidados na mesa são amarrados e abusados ​​por chefs psicopatas.

Esta mulher está amarrada, com os
 olhos vendados e com uma maçã na boca.

A parte de cima desta mulher está despedaçada. Será que isso não se 
qualificaria como atentado violento ao pudor ou algo assim? Por que
 esse tipo de coisa é mostrado em vídeos voltados para os jovens?

O vídeo termina com Katy Perry prestes a comer uma 
torta de cereja contendo partes do corpo dos convidados.

Para resumir a loucura que acabou de acontecer, Katy Perry foi cerimoniosamente usada para atrair as pessoas a serem assassinadas e molestadas, enquanto Katy faz um pole dance sexy e comemorativo. Os convidados foram então assados em uma torta para ser comido por Katy.

E eles vendem essas coisas como "empoderamento".

Conclusão

A julgar pelo grande número de "descurtidas" que "Bon Appétit" está ganhando no YouTube, podemos dizer que muitas pessoas realmente não gostaram desse vídeo. E aqueles que fizeram o vídeo estavam esperando por isso. Eles propositadamente criam vídeos que são chocantes e perturbadores, a fim de continuar abrindo fronteiras. A elite oculta está mergulhada em práticas extremas, repugnantes e horripilantes e ela está tentando normalizar tudo isso através da cultura pop.

O vídeo "Bon Appétit" simbolicamente representa a transformação completa de Katy Perry em uma peoa da elite, retratando-a como uma peça de carne literal sendo preparada por chefs de cozinha. A cena da mesa de jantar faz alusão a um dos rituais favoritos da elite oculta, um que destaca o seu completo desdém pela vida humana. Não só Katy é escolhida para encenar esse ritual, ela é também usada atrair mais pessoas para ele. Essas pessoas podem facilmente representar fãs que avidamente "consomem" Katy Perry e tudo o que ela faz. Eles são atraídos para comer toda essa porcaria como se fosse um jantar nutritivo. Na realidade, é um veneno que é propositadamente preparado para apodrecer as mentes e distorcer as almas. Bom apetite!

Fonte: VC

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.